Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Carlos Costa diz que há "tempo e interessados" no Novo Banco

No Parlamento, o governador do Banco de Portugal garantiu que ainda há "tempo" para concretizar a venda do Novo Banco. Carlos Costa disse ainda que há "interessados" na compra do banco que ficou com os activos bons do antigo BES.

A carregar o vídeo ...
David Santiago dsantiago@negocios.pt 22 de Julho de 2016 às 14:29
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

Em declarações feitas esta sexta-feira, 22 de Julho, na Comissão de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa (COFMA), na Assembleia da República, o governador do Banco de Portugal (BdP) disse, citado pela Bloomberg, que "temos tempo e interessados" no Novo Banco.

 

Já citado pelo jornal Público, Carlos Costa recordou que o BdP "tem um mandato muito preciso" no que concerne à venda da instituição que ficou com os activos bons do antigo BES, a qual pretende concluir.

 

Depois de salientar o trabalho "exemplar" feito pela administração liderada por Stock da Cunha e trabalhadores do Novo Banco, Carlos Costa quis deixar uma mensagem de tranquilidade sobre a instituição garantindo que "temos tempo, temos mandato, temos interessados e temos um processo de partilha de informação antes de chegarmos ao processo de negociação".

 

"O BdP tem um mandato muito preciso e vai executá-lo", acrescentou o governador em resposta a deputados do PSD e do CDS que haviam acusado o Governo chefiado por António Costa de fazer "declarações incendiárias" aludindo à possibilidade de o banco, no prazo de um ano, entrar num processo de liquidação caso até lá não surjam compradores.

 

No conjunto de documentos enviados pelo Governo para Bruxelas como forma de justificar a não justeza de aplicação de sanções a Portugal por défice excessivo em 2015, o Executivo nacional dizia já ter expressado ao BdP "profunda preocupação com o processo de venda [do Novo Banco], nomeadamente porque o Governo não considera a possibilidade de uma ajuda estatal adicional". Acrescentando que se o processo de venda do Novo Banco não estiver concluído até Agosto de 2017 então "vai entrar num processo ordeiro de liquidação".

 

Entretanto o ex-primeiro-ministro e a antiga ministra das Finanças, Passos Coelho e  Maria Luís Albuquerque, respectivamente, criticaram a forma como o actual Governo tem gerido a questão do Novo Banco, em particular, e como tem actuado em relação ao sistema financeiro, em geral.

 

Para Passos "aquilo que se está a passar na véspera de venda do Novo Banco é quase criminoso", e o que se verifica na Caixa Geral de Depósitos "é intolerável". Já Maria Luís Albuquerque sustentou que "a forma como este Governo está a lidar com o sistema financeiro é absolutamente irresponsável e muitíssimo perigosa".

O BdP, que tinha a intenção de fechar até ao final deste mês qual o modelo de venda do Novo Banco, recebeu quatro propostas de compra pela instituição, embora não sejam conhecidos nem interessados, nem os valores das respectivas ofertas.

Ver comentários
Saber mais Carlos Costa Novo Banco COFMA Assembleia da República Governo Passos Coelho Maria Luís Albuquerque António Costa Banco de Portugal
Outras Notícias