Banca & Finanças Carlos Costa fala em segredo sobre venda do Novo Banco para a semana

Carlos Costa fala em segredo sobre venda do Novo Banco para a semana

Depois do ministro das Finanças, é a vez do governador do Banco de Portugal e do líder do Fundo de Resolução prestarem esclarecimentos ao Parlamento sobre a alienação do Novo Banco. Apenas perante os deputados.
Carlos Costa fala em segredo sobre venda do Novo Banco para a semana
Miguel Baltazar/Negócios

A venda do Novo Banco vai voltar a ser tema de uma audição do Parlamento. Mas vai acontecer sem que os portugueses saibam o que for dito. Carlos Costa, governador do Banco de Portugal, e José Berberan Ramalho, vice-governador e líder do Fundo de Resolução, vão falar à porta fechada, tal como já aconteceu com o ministro das Finanças.

 

A audição de Carlos Costa na comissão de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa decorre no dia 27 de Abril, quarta-feira, pelas 10:30. No mesmo dia, mas já pelas 18:00, os deputados vão voltar a encontrar-se para a audição de José Berberan Ramalho, que é o presidente da comissão directiva do Fundo de Resolução, accionista único do Novo Banco.

 

"Não queremos criar nenhuma perturbação ao processo de alienação do Novo Banco", justificou a deputada social-democrata Teresa Leal Coelho, a 13 de Abril, o dia em que a comissão de Orçamento recebeu Mário Centeno para falar sobre a venda da instituição financeira.

 

As audições sobre o processo, que está em curso neste momento, vão ser em segredo, apenas sob o olhar dos deputados. Aos jornalistas, as audições serão barradas.

 

Taxas negativas no crédito à porta aberta

 

Aliás, a audição de Carlos Costa vai ser dividida ao meio. Uma das partes da audição vai ser aberta a jornalistas e, portanto, de acesso aos portugueses. O governador vai ser ouvido sobre as propostas do PCP e Bloco de Esquerda que visam forçar os bancos a aplicarem taxas negativas no crédito à habitação, mesmo quando a média negativa da Euribor anula o "spread". É a segunda vez que o Banco de Portugal é ouvido sobre o tema mas desta vez é o governador que marca presença, tendo em conta que da primeira, em Março, foi uma equipa técnica a representar o regulador.

 

Contudo, quando o tema mudar para o Novo Banco, os jornalistas serão convidados a sair da sala. 

Depois de cancelar o primeiro concurso internacional para alienação do Novo Banco, em Setembro passado, o Banco de Portugal decidiu retomar o processo em Janeiro passado. Seguiu-se um "road show" em que Sérgio Monteiro, contratado pelo regulador para esta venda, reuniu-se com investidores internacionais para mostrar o interesse no banco. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI