Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

CMVM multa mais dois gestores do BCP do que o Banco de Portugal (correcção)

Banco de Portugal aplicou coimas a sete ex-gestores do Banco Comercial Português, mas a CMVM inclui mais dois nomes: Paulo Teixeira Pinto e Miguel Magalhães Duarte.

Negócios negocios@negocios.pt 16 de Julho de 2010 às 09:39
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...
(corrige para dar conta que Filipe Abecassis não foi acusado e que Miguel Magalhães Duarte foi)

Foi ontem conhecido o nome dos nove ex-gestores do Banco Comercial Português a quem a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) decidiu aplicar coimas por prestação de informação falsa ao mercado.

Os gestores são os mesmos que já tinham sido acusados pelo Banco de Portugal, mas a lista é maior, incluindo mais dois nomes que a autoridade na altura liderada por Vítor Constâncio tinha ilibado.

Assim, o ex-presidente Paulo Teixeira Pinto e o Miguel Magalhães Duarte, são visados pela CMVM, depois de terem “escapado” ao Banco de Portugal.

A CMVM aplicou coimas a nove ex-administradores do BCP, num valor total de 4,325 milhões de euros, noticiou ontem a Lusa citando uma fonte próxima do processo que foi colocado pela CMVM. Ao contrário do noticiado pela agência de notícias, Filipe Abecassis não foi acusado.

Jardim Gonçalves, antigo presidente, recebeu uma multa de um milhão de euros, a mais elevada, seguido por António Rodrigues (900 mil euros), ex-administrador financeiro, e por Filipe Pinhal, que foi administrador (e presidente durante um curto período), cuja coima ascendeu a 800 mil euros.

Oito dos gestores acusados pela CMVM foram inibidos de exercer na banca, por períodos diferentes.

O Banco de Portugal também inibiu seis gestores de exercer actividade bancária. A multa mais elevada, de um milhão de euros, foi aplicada também a Jardim Gonçalves.

Ver comentários
Outras Notícias