Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Compra do Millennium Bank ao BCP permite ao Piraeus manter carácter privado

Piraeus Bank vê na operação uma “oportunidade para adquirir um banco totalmente capitalizado” por 1 milhão de euros. E é uma forma de se manter como instituição privada.

Bloomberg
Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 22 de Abril de 2013 às 12:18
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

Para o grego Piraeus Bank, a compra da unidade do BCP na Grécia, o Millennium Bank, é uma “oportunidade” que vai melhorar a sua posição financeira e que permite continuar como uma empresa privada. O acordo definitivo para a operação foi anunciado esta segunda-feira pelo banco liderado por Nuno Amado e confirmado pelo fundo helénico de estabilidade financeira.

 

“A aquisição do Millennium Bank Greece vai melhorar a posição financeira e estratégica do grupo resultante, criar sinergias e aumentar o valor accionista”, indica o fundo numa nota de imprensa enviada às redacções onde dá conta do racional da operação na óptica do Piraeus Bank.

 

Se, para o BCP, a operação é uma forma de se desfazer de um activo que causou perdas de 2,4 mil milhões de euros, para o banco helénico, esta é uma “oportunidade para adquirir um banco totalmente capitalizado por um preço de 1 milhão de euros”.

 

O Millennium Bank estará capitalizado já que o BCP irá destinar mais 261 milhões de euros àquela unidade, juntando-se aos 139 milhões já financiados em Dezembro (o que perfaz os 400 milhões de euros exigidos pelo Banco da Grécia).

 

Depois disso, haverá lugar a um investimento de 400 milhões de euros que vai tornar o BCP num accionista minoritário do Piraeus. “O investimento do BCP no Piraeus Bank vai levar-nos a superar o objectivo mínimo de 10% para a participação do sector privado na recapitalização, o que era um pré-requisito para manter o carácter privado”, sublinha o presidente do conselho de administração do Piraeus Bank Group, Michalis Sallas, citado na nota de imprensa do fundo grego.

 

O banco grego adquire a subsidiária do banco português depois de ter feito já várias compras, nomeadamente a de unidades gregas de três bancos cipriotas. Assim, a operação que passa as 120 agências do Millennium para o Piraeus confirma, segundo a apresentação do fundo de estabilidade financeira da Grécia, “a posição de liderança enquanto um elemento de consolidação no mercado grego”.

 

Na bolsa de Atenas, o Piraeus segue a subir 15,58% para negociar nos 23 cêntimos, liderando os avanços registados pelos restantes bancos gregos. O BCP soma 3,16% para os 9,8 cêntimos, estando entre as cotadas que ganha mais valor.

Ver comentários
Saber mais Grécia Piraues Bank Millennium Bank BCP
Outras Notícias