Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Consolidação reforça sector financeiro português

Analistas do BPI concluem que compra do Finibanco por parte do Montepio deve contribuir para o aumento da rentabilidade do sector financeiro português. O Banif pode ser dos mais beneficiados.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 30 de Julho de 2010 às 10:20
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
As notícias que dão conta que o Montepio Geral vai lançar uma oferta pública de aquisição sobre o Finibanco têm um impacto “positivo” no sector financeiro português, uma vez que este movimento de consolidação deve “reforçar o sector” e deverá também contribuir para aumentar os níveis de rentabilidade, refere hoje o BPI.

O Montepio chegou a acordo para a compra da posição de 58% que a família Costa Leite tem no Finibanco SGPS e pretende avançar com uma oferta pública de aquisição (OPA) sobre a "holding" que controla o banco com o mesmo nome, a operação em Angola e a seguradora vida, entre outras sociedades. Um negócio que, a preços de mercado, vai implicar um investimento de 260 milhões de euros.

O BPI, numa nota de “research” sobre estas notícias, dá também conta que a fusão entre o Montepio e Finibanco pode “gerar oportunidades para os outros ‘players’ ganharem quota de mercado”.

O Banif deverá ser um dos principais beneficiados, uma vez que tem uma posição accionista de 9,84% no Finibanco. Segundo noticia hoje o Negócios, o Banif não exclui a venda das suas acções, mas quer saber o preço.

De acordo com os cálculos dos analistas do BPI, o Banif tem actualmente uma perda potencial de 0,6 milhões de euros na posição no Finibanco. Caso a OPA sobre o banco liderado por Humbetto Costa Leite (na foto) incorpore um prémio de 10%, o Banif passa a ter um ganho de capital potencial de 1,7 milhões de euros com esta posição.

Este valor representa 5% dos lucros estimados para 2010, mas tem um impacto marginal de 1 ponto base nos rácios do Banif. As acções do Banif seguem em alta na bolsa, valorizando 4,82% para 0,87 euros. As acções do Finibanco continuam suspensas, a aguardar a confirmação do negócio.



Ver comentários
Outras Notícias