Banca & Finanças Credit Suisse investigado nos Estados Unidos e na Suíça devido a escândalo na FIFA

Credit Suisse investigado nos Estados Unidos e na Suíça devido a escândalo na FIFA

As autoridades norte-americanas e suíças estão a investigar o banco Credit Suisse por causa das relações do banco com os dirigentes da FIFA envolvidos nas acusações feitas em Maio.
Credit Suisse investigado nos Estados Unidos e na Suíça devido a escândalo na FIFA
Bloomberg
André Vinagre 30 de outubro de 2015 às 11:29

Os Estados Unidos da América e a Suíça estão a investigar se as entidades bancárias, incluindo o Credit Suisse, permitiram transacções suspeitas e indevidas ou ignoraram as leis contra o branqueamento de capitais nas relações com a federação internacional de futebol, escreve esta sexta-feira, 30 de Outubro, a Bloomberg.

 

O banco referiu, no relatório dos resultados trimestrais, que "o Credit Suisse está a cooperar com as autoridades neste caso".

 

As autoridades estão a investigar várias instituições financeiras, mas o Credit Suisse foi o primeiro banco a confirmar a investigação. Ainda assim, outros bancos, como o Julius Baer Group deram início a investigações internas depois de terem sido referidas pelo departamento de justiça norte-americano no caso da FIFA.

 

O procurador-geral suíço Michael Lauber disse, em Junho, que havia 53 movimentações bancárias suspeitas de infringirem as leis contra o branqueamento de capitais.

 

Recorde-se que, a 27 de Maio, a polícia suíça deteve nove executivos da FIFA e outros cinco dirigentes desportivos por chantagem, fraude e branqueamento de capitais a pedido das autoridades norte-americanas.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI