Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Crédito para filho de José Guilherme aplicar no Montepio foi irregular

Em Dezembro de 2013, a Caixa Económica Montepio deu crédito de 18 milhões ao filho de José Guilherme, que o empresário investiu na instituição. Banco de Portugal diz que o financiamento violou regras sobre partes relacionadas e conflitos de interesse.

Maria João Gago mjgago@negocios.pt 20 de Março de 2017 às 00:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • 10
  • ...
O Banco de Portugal concluiu que foram cometidas irregularidades no crédito que a Caixa Económica Montepio Geral (CEMG) concedeu a Paulo Guilherme em Dezembro de 2013 e que o filho do construtor José Guilherme usou para adquirir unidades de participação do Fundo de Participação da CEMG. O supervisor entende que a instituição financeira violou as regras e os limites que, de acordo com a lei, se aplicam a operações realizadas ...
Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Ver comentários
Saber mais José Guilherme Paulo Guilherme Caixa Económica Montepio Geral António Tomás Correia
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Capa do Jornal
Informação de qualidade tem valor. Invista. Assine já 1mês / 1€
Mais lidas
Outras Notícias