Banca & Finanças Deloitte multada na Malásia por falhar auditoria a fundo 1MDB

Deloitte multada na Malásia por falhar auditoria a fundo 1MDB

O regulador malaico acusa a Deloitte de falhas de "natureza grave" na auditoria que fez a uma empresa associada ao fundo 1MDB, que está a ser investigado por corrupção e branqueamento de capitais.
Deloitte multada na Malásia por falhar auditoria a fundo 1MDB
Reuters
Negócios 30 de janeiro de 2019 às 13:55

O regulador dos mercados da Malásia anunciou que vai multar a Deloitte em 535 mil dólares (468 mil euros) por ter falhado em reportar irregularidades como auditora de empresas ligadas ao fundo 1MDB, um fundo de investimento estatal envolvido num caso de branqueamento de capitais.

A Comissão de Ativos malaica aponta quatro violações da parte da Deloitte às regras de mercado do país, relacionadas com um programa de ativos no valor de 2,4 mil milhões de ringgit (511,28 milhões de euros), operado pela Bandar Malaysia (BMSB) em 2014, da qual o fundo 1MDB é holding.

A Deloitte é acusada de não ter "reportado imediatamente irregularidades que possam ter efeito material na capacidade da BMSB completar as suas obrigações e remunerar alguma quantia aos investidores", aponta o regulador em comunicado, considerando ainda que estas falhas foram "de natureza grave".

O fundo soberano está de momento a ser investigado pela Justiça na Malásia, por alegados movimentos de lavagem de dinheiro, irregularidades financeiras e corrupção. O departamento de Justiça dos Estados Unidos afirma que 4,5 mil milhões de dólares terão desaparecido do fundo e utilizados para a compra de artigos de luxo e para subornar governantes no país.

A Deloitte seguiu-se à KPMG nas grandes empresas do setor a auditar o fundo em questão, tendo mantido este serviço até 2016. Estas mesmas auditoras estão a ser criticadas e investigadas no Reino Unido por falhas na supervisão da empresa britânica Carillion que abriu falência.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI