Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Deustche Bank elimina 35 mil postos de trabalho. "Portugal não vai ser afectado" (Cor.)

O Deustche Bank vai eliminar 35 mil postos de trabalho até 2018. Só este ano, a força laboral será reduzida em 10%. Portugal está fora destes cortes, garantiu fonte oficial do banco ao Negócios.

Bloomberg
Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 29 de Outubro de 2015 às 10:08
  • Partilhar artigo
  • 3
  • ...

O Deutsche Bank vai eliminar 35 mil postos de trabalho até 2018, no âmbito de uma reestruturação que prevê o corte de custos a nível mundial. Deste total, nove mil são funcionários a tempo inteiro, seis mil são contratos externos e 20 mil estão relacionados com a venda de activos.
 

Só este ano a instituição financeira vai eliminar nove mil postos de trabalho, o que corresponde a 10% da força laboral, revelou esta quinta-feira, 29 de Outubro, o banco, citado pela imprensa internacional.

 

"Portugal não vai ser afectado" por este plano de cortes, garantiu ao Negócios fonte oficial do Deutsche Bank em Portugal, onde a instituição conta com 450 colaboradores.

 

O maior banco alemão vai inclusivamente sair de 10 países e vender vários activos: Argentina, Chile, México, Uruguai, Peru, Dinamarca, Finlândia, Noruega, Malta e Nova Zelândia.

 

Parte da eliminação de postos de trabalho está relacionada com a venda de activos, o que não implica necessariamente que as pessoas em causa fiquem desempregadas, uma vez que quem comprar as operações deverá manter, pelo menos, alguns postos de trabalho. Por exemplo, uma das operações à venda é o Postbank que conta com 14 mil funcionários.

 

"Isto nunca é uma função fácil, e não a faremos de ânimo leve", afirmou o co-CEO John Cryan num comunicado, citado pela Bloomberg. "Prometo que vamos ter muito cuidado com este processo."

(Correcção: Total de postos de trabalho eliminados é de 35 mil e não 26 mil)

Ver comentários
Saber mais Deustche Bank banca postos de trabalho
Outras Notícias