Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Deutsche Bank deverá pagar coima de 1,5 mil milhões de dólares por manipulação da Libor

O Deutsche Bank é acusado de dar informações falsas em resposta a uma sondagem diária da Associação Bancária Britânica, que determina o valor para a Libor numa variedade de moedas, incluindo o euro, o dólar e o iene.

Negócios 10 de Abril de 2015 às 09:59
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

O Deutsche Bank estará próximo de resolver uma investigação levada a cabo pelas autoridades dos Estados Unidos e do Reino Unido sobre manipulação de taxas de juro, com uma filial do Reino Unido preparada para se declarar culpada, avança a Bloomberg esta sexta-feira, 10 de Abril. Essa unidade é o Deutsche Bank Group Services, que deverá concluir um acordo ainda este mês, segundo fontes não identificadas, citadas pela agência noticiosa.

 

O maior banco da Alemanha deverá pagar uma coima de mais de 1,5 mil milhões de dólares (cerca de 1,39 mil milhões de euros) para encerrar a investigação do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, da Commodity Futures Trading Comission, do Departamento de Serviços Financeiros de Nova Iorque e da Autoridade de Conduta Financeira do Reino Unido.

 

O Deutsche Bank avançou, em comunicado, que "continuará a trabalhar com as autoridades" que estão a rever os assuntos relacionados com as taxas interbancárias oferecidas.

 

Vários bancos têm sido investigados por manipulação da taxa interbancária de Londres, uma taxa de juro de referência ligada a instrumentos tais como hipotecas, empréstimos estudantis e cartões de crédito.

 

O Deutsche Bank é acusado de dar informações falsas em resposta a uma sondagem diária da Associação Bancária Britânica, que determina o valor para a Libor numa variedade de moedas, incluindo o euro, o dólar e o iene.

 

O holandês Rabobank pagou um milhão de dólares no ano passado para pôr fim a processos nos dois lados do Atlântico.

  

O britânico Lloyds foi condenado em Julho a pagar uma coima no valor de 370 milhões de dólares. Em 2012 e 2013, o Barclays e o Royal Bank of Scotland pagaram multas no valor de 453 milhões de dólares e 612 milhões, respectivamente.

 

O suíço UBS pagou uma coima de 1,5 mil milhões de dólares às autoridades norte-americanas, britânicas e suíças. O Société Genérale e o Deutsche Bank também foram condenados com penalizações acima dos 600 milhões de dólares, cada um.

 

Nos Estados Unidos, os norte-americanos JP Morgan e Citigroup foram condenados a pagar 107 e 95 milhões de dólares, respectivamente.

Ver comentários
Saber mais Deutsche Bank Estados Unidos Reino Unido Deutsche Bank Group Services Alemanha economia negócios e finanças banca
Mais lidas
Outras Notícias