Banca & Finanças Dezenas de instituições financeiras vão ser acusadas de evasão fiscal na Alemanha

Dezenas de instituições financeiras vão ser acusadas de evasão fiscal na Alemanha

Barclays, Goldman Sachs, Bank of America, Macquarie e BNP Paribas estão entre as instituições prestes a enfrentar o tribunal. Os bancos são suspeitos de auxiliarem em esquemas de evasão fiscal que custaram milhares de milhões ao Governo alemão.
Dezenas de instituições financeiras vão ser acusadas de evasão fiscal na Alemanha
Bloomberg 29 de junho de 2018 às 18:25

A justiça alemã prepara a acusação de várias instituições financeiras no âmbito de uma investigação de evasão fiscal, avança a Bloomberg. O processo envolve "alguns dos maiores nomes do sector" e teve custos de "milhares de milhões de euros" para o Tesouro alemão, asseguram fontes próximas do processo à agência.

A investigação incide sobre bancos, corretoras, empresas de contabilidade e de direito, e pretende averiguar o papel destas instituições em casos que lesaram o Estado. Entre os nomes visados estão o Barclays, Goldman Sachs, Bank of America, Macquarie e BNP Paribas.

Já há cerca de cinco anos que a justiça alemã se debruça sobre este caso. Contudo, a investigação ganhou recentemente um novo fôlego dadas as várias testemunhas que concordaram cooperar. Espera-se que o processo dê entrada em tribunal ainda este ano.

Os grandes bancos são suspeitos de terem ajudado os investidores a explorar uma interpretação do código fiscal. Uma falha na regulação permitia a mais de uma entidade intitular-se detentora de determinados títulos, pelo que diferentes partes puderam tirar partido dos benefícios fiscais sobre o pagamento dos dividendos.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI