Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Dívida de Vítor Baía ao BPN passou para o Estado

Empresa pública Parvalorem assumiu dívida de 10 milhões de euros que duas empresas detidas por Vítor Baía tinham junto do BPN.

Executivos do BPN vão gerir "bad bank"
Negócios 31 de Dezembro de 2012 às 10:24
  • Assine já 1€/1 mês
  • 19
  • ...

O Estado assumiu, através da empresa pública Parvalorem, a dívida de quase 10 milhões de euros de duas empresas de Vítor Baía ao BPN.

 

Segundo notícia hoje o Correio da Manhã, a dívida resulta da concessão de créditos pelo banco, quando era liderado por José Oliveira e Costa, às sociedades Sunderel – Gestão Imobiliária, e Cleal – Investimentos Imobiliários, que foi gerida por António Manuel Esteves, o ex-sócio a quem Vítor Baía acusou de burla.

 

Estes créditos foram transferidos do BPN para a Parvalorem sociedade criada para acolher os activos tóxicos do BPN no âmbito da privatização do banco, sendo que será agora a entidade pública que terá que recuperar o dinheiro.

 

Segundo uma fonte contactada pelo jornal,  “os créditos das empresas de Vítor Baía não são os piores, porque têm garantias reais”, que “dão quase para pagar as dívidas” da Sunderel e da Cleal.

 

O “Correio da Manhã” acrescenta que desde o final de 2011, a Parvalorem já comprou ao BIC créditos malparados no valor total de quase 4,2 mil milhões de euros.

Ver comentários
Saber mais BPN Parvalorem Vítor Baía
Mais lidas
Outras Notícias