Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

El Confidencial diz que BCP propôs fusão com Sabadell. Banco desmente

O jornal espanhol El Confidencial indicou que a administração do BCP propôs uma fusão com o Sabadell. O BCP desmente a informação e os analistas da Haitong vêem a operação como improvável.

Miguel Baltazar/Negócios
Negócios jng@negocios.pt 27 de Abril de 2016 às 09:35
  • Assine já 1€/1 mês
  • 20
  • ...

O El Confidencial refere na sua edição digital que o conselho de administração do BCP propôs ao Sabadell uma fusão entre os dois bancos. Contactada pelo Negócios, fonte oficial do BCP desmentiu "categoricamente" a notícia e diz que "não tem fundamento, já que não houve qualquer tipo de contacto".

Segundo o El Confidencial, o Sabadell, que detém 5,07% do BCP, terá avaliado a proposta mas não pretenderá, para já, avançar para uma fusão. Isto porque a prioridade é integrar a sua mais recente aquisição, a do banco britânico TSB.

A proposta do banco português terá sido feita no primeiro trimestre e terá contado com o apoio do governo português, de acordo com o El Confidencial. Da entidade que resultasse da fusão, o BCP ficaria com 10% do capital e o Sabadell com os restantes 90%. Contactado pelo jornal espanhol, o Sabadell que não quis comentar por considerar que se tratava de "especulação de mercado".

Haitong considera fusão improvável

Os analistas do Haitong defenderam numa nota a investidores que este tipo de operação seria "improvável". Além do facto do foco do Sabadell ser a integração do TSB, notam que o banco "nunca indicou qualquer tipo de interesse em Portugal".

Carlos Cobo e Juan Carlos Calvo realçam ainda que "vemos como muito improvável que o governo português favorecesse a aquisição do BCP pelo Sabadell já que isso deixaria o maior banco privado português sob controlo estrangeiro". E salientam também que Marcelo Rebelo de Sousa "tem-se oposto ao maior controlo das instituições espanholas nas instituições bancárias em Portugal".

Ver comentários
Saber mais El Confidencial BCP Negócios Carlos Cobo Juan Carlos Calvo Marcelo Rebelo de Sousa economia negócios e finanças Informação sobre empresas
Outras Notícias