Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Espanha garante esforço "adicional de transparência" nos testes de "stress"

Para quem não restem nenhumas dúvidas sobre a saúde do sistema bancário espanhol, o país vai publicar 95% dos resultados dos testes de "stress", face aos 60% dos restantes Estados-membros.

Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 14 de Julho de 2010 às 10:27
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...
A informação foi revelada ontem pela vice-presidente do Governo espanhol, Elena Salgado, que garantiu "um esforço adicional de transparência" na divulgação dos resultados dos testes de "stress" aos bancos e "cajas" espanholas.

Salgado vai ainda pedir à União Europeia uma ampliação do Fundo de Reestruturação e Ordenação Bancária (FROB) depois dos testes de "stress", como "medida de precaução" e "no caso de alguma instituição precisar de ajuda adicional". No entanto, Salgado acredita que no caso de algum banco precisar de ajuda, esta não deverá ser significativa.

Segundo o diário "El País", o Governo espanhol alterou as regras do FROB para que este possa, excepcionalmente, "recapitalizar entidades viáveis e solventes que possam não ser suficientemente resistentes em contextos significativamente adversos".

Espanha exige novo rácio de liquidez

O ministério da Economia anunciou uma alteração radical na regulação de bancos e "cajas". O novo decreto-lei dá poderes ao Executivo e ao banco central para imporem rácios de liquidez.

Outras das novidades deste decreto-Lei é que permite que o Banco de Espanha "imponha um limite máximo entre a relação dos recursos próprios dos bancos e o valor total da sua exposição aos riscos que resultam da sua actividade".

Tanto o rácio de liquidez, como de alavancagem, vão ser diferentes para cada instituição. As entidades que têm maior dificuldade em obter capital terão rácios mais elevados.

Ver comentários
Outras Notícias