Banca & Finanças Fernando Ulrich: "Foi-se criando um mito sobre o poder de Ricardo Salgado"

Fernando Ulrich: "Foi-se criando um mito sobre o poder de Ricardo Salgado"

"Foi-se criando um mito" entre as pessoas que adoptavam uma atitude "subserviente" para com Ricardo Salgado, disse o presidente do BPI sobre a ideia de que o antigo líder do BES era o Dono Disto Tudo (DDT).
Maria João Gago 17 de março de 2015 às 11:52

Fernando Ulrich confessou aos deputados que nunca percebeu por que razão se criou a ideia de que Ricardo Salgado era o homem mais poderoso de Portugal ao ponto de ficar conhecido por Dono Disto Tudo (DDT). "Sempre me interroguei", repetiu esta terça-feira na comissão parlamentar de inquérito à gestão do BES e do GES.

 

A explicação de Ulrich é que esta ideia foi "criada sem grande base". "Talvez por ser uma dinastia de banqueiros ou pela sua rede de relacionamentos", admitiu.

 

"Foi-se criando um mito. Uma parte do poder do dr Ricardo Salgado era-lhe dado por outras pessoas, porque se tornavam algo subservientes. Interrogava-me: Tanto poder porquê?", confessou Fernando Ulrich.

 

Para Ulrich, "este mito não foi útil, nem para o GES, nem para o próprio" Ricardo Salgado. "Porque como não correspondia a uma realidade... Quando [o poder] assenta em pés de barro... Pior ainda se os próprios acreditarem que é verdade". 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI