Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fosun pede dinheiro a investidores com intuito de continuar aquisições nos seguros

A dona da Fidelidade e da Espírito Santo Saúde vai avançar com um aumento de capital que pode chegar a 1,2 mil milhões de dólares, mil milhões de euros, num momento em que está na corrida pelo Novo Banco.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

A Fosun vai pedir dinheiro aos investidores e utilizá-lo, em parte, para continuar a onda de aquisições no sector dos seguros. A empresa chinesa vai avançar com um aumento de capital de mil milhões de dólares (892 milhões de euros) mas que pode ascender a 1,2 mil milhões de dólares (1,07 mil milhões de euros), segundo o Financial Times e a Bloomberg.

 

Os recursos obtidos com esta operação serão utilizados para "finalidades empresariais gerais, incluindo potenciais operações de fusões e aquisições no sector dos seguros", escreve o FT, citando os pormenores da operação a que teve acesso. Em Portugal, a Fosun está neste momento na corrida pelo Novo Banco.

 

Esta declaração segue aquilo que foi defendido por Guo Guangchang, o presidente da empresa, em entrevista à Bloomberg há um mês, em que indicava que as seguradoras na Europa e nos Estados Unidos eram possíveis alvos de compras. 

 

A operação noticiada esta segunda-feira, 11 de Maio, vai ser feita aproveitando a forte valorização das acções do conglomerado misto que, em Portugal, é dono da Fidelidade e da Espírito Santo Saúde. O ganho obtido desde o início do ano supera os 106%, o que quer dizer que mais do duplicou a cotação, como sublinha o FT.

 

Segundo a Bloomberg, a venda dos títulos neste aumento de capital será concretizada num intervalo de preços entre 19,48 dólares e 20,32 dólares de Hong Kong (2,24 e 2,34 euros), um desconto face à última cotação de 20,95 dólares de Hong Kong. 

 

Serão alienadas acções para que a Fosun consiga obter mil milhões de dólares, sendo que, havendo interesse dos investidores, o valor a arrecadar poderá chegar a 1,2 mil milhões.


A Fosun tem vindo a adquirir activos no sector financeiro e está, em Portugal, entre as cinco entidades finalistas para a compra do Novo Banco. A Fidelidade, detida pelos chineses, está também a avançar para a aquisição do ActivoBank ao BCP.

 

Nos últimos tempos, a companhia asiática comprou a seguradora norte-americana Meadowbrook. Mas não é apenas na banca que se está a expandir: comprou uma posição no Cirque du Soleil e adquiriu o operador turístico Club Mediterranee.

Ver comentários
Saber mais Espírito Santo Saúde Novo Banco Guo Guangchang Fosun Fidelidade
Mais lidas
Outras Notícias