Banca & Finanças Fundador e líder da Fosun está incontactável

Fundador e líder da Fosun está incontactável

Guo Guangchang, fundador e líder do grupo chinês Fosun, está incontactável há várias horas. A Fosun, dona das empresas portuguesas Fidelidade e Luz Saúde, “está a lidar com” a situação, refere a Bloomberg.
Fundador e líder da Fosun está incontactável
Negócios 10 de dezembro de 2015 às 15:52

O milionário chinês Guo Guangchang (na foto), fundador e presidente do grupo chinês Fosun, está incontactável há várias horas, refere a Bloomberg, citando informação avançada pela revista chinesa Caixin com base em fontes não identificadas.

 

De acordo com o site da publicação chinesa, a Fosun, que em Portugal controla a Fidelidade e a Luz Saúde, "perdeu contacto" com Guo Guangchang. No entanto, numa mensagem telefónica, o CEO do grupo chinês, Liang Xinjun, adiantou que a Fosun "está a lidar com a situação".

 

É esperada a publicação de um comunicado oficial do grupo chinês sobre as razões que levaram Guo Guangchang a ficar incontactável antes da abertura da Bolsa de Hong Kong, onde estão cotadas as acções da Fosun.

 

De acordo com a Caixin, Guo Guangchang estava em Xangai ao meio-dia, hora local, mas depois disso deixou de atender chamadas telefónicas ou responder a mensagens de telemóvel.

 

O fundador da Fosun é o 17º homem mais rico da China, com uma fortuna avaliada em 5,6 mil milhões de dólares (5,1 mil milhões de euros). De acordo com dados da Bloomberg, no último ano, o grupo chinês, que esteve na corrida à compra do Novo Banco, anunciou 16 investimentos fora da China, num valor de 4,5 mil milhões de dólares (4,1 mil milhões de euros).

 

Em Agosto foi notícia o facto de uma empresa da Fosun e o próprio Guo Guangchang estarem envolvidos num caso de favorecimento que pode configurar corrupção. Em causa o facto de a empresa do ramo imobiliário do grupo ter, alegadamente, vendido imóveis ao presidente de uma empresa estatal chinesa a um preço abaixo do praticado pelo mercado. Uma suspeita de favorecimento que a dona da Fidelidade explicou com descontos feitos numa época difícil para o imobiliário.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI