Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Gaspar e Santos Pereira reúnem-se com APB esta sexta-feira

O ministério das Finanças revelou que a reunião entre Vítor Gaspar, Álvaro Santos Pereira e a Associação Portuguesa de Bancos (APB) foi agendada para sexta-feira, 7 de Junho, às 15h00.

Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 06 de Junho de 2013 às 19:51
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

Este encontro, que terá lugar no Ministério das Finanças, tem como objectivo “discutir e fomentar condições para que as empresas portuguesas disponham de financiamento necessário ao relançamento do seu investimento”. “O Governo tem reiterado a importância de acelerar o processo de transmissão da melhoria das condições de financiamento do Tesouro e dos bancos à restante economia”, pode ler-se no comunicado das Finanças.

 

Segundo soube o Negócios, o convite endereçado aos banqueiros partiu de Vítor Gaspar e terá sido transmitido numa reunião que os membros da direcção da APB tiveram com o ministro da Economia no final da semana passada, tal como o "Público" noticiou segunda-feira.

O desafio que Vítor Gaspar e Álvaro Santos Pereira fizeram aos banqueiros enquadra-se no lançamento do plano de crescimento, emprego e fomento industrial apresentado há duas semanas e que prevê a atribuição de um crédito fiscal extraordinário ao investimento para projectos concretizados até ao final deste ano. "Chegou o momento do investimento", decretou o ministro das Finanças, ao lado do responsável da pasta da Economia, na apresentação desse programa de relançamento económico.

Contactado pelo Negócios, o presidente da APB, Fernando Faria de Oliveira recusou adiantar quais as propostas que os banqueiros estão a preparar para apresentarem a Vítor Gaspar e a Álvaro Santos Pereira. No entanto, o representante dos banqueiros sublinhou que a recuperação da economia é fundamental para que o sector bancário volte a ter lucros.

"Se a situação macro do país tiver alguma melhoria, isso terá consequências positivas para a banca. Naturalmente, a banca tem de apoiar claramente a economia, já que a própria banca beneficiará da melhoria da situação económica", defendeu Faria de Oliveira, frisando que "o grande desafio do sector é recuperar a rentabilidade".

Para os bancos voltarem a ter lucros "é necessário que tenham mais negócio, o que significa que o país tem de atrair novos projectos de investimento", defende o representante dos banqueiros. Faria de Oliveira reconhece que o relançamento da economia exige que os bancos concedam crédito em condições melhores, o que implica que haja procura, mas também um reforço da autonomia financeira das empresas portuguesas.

Relativamente a esta última preocupação, o presidente da APB aplaude a medida proposta recentemente pelo governador do Banco de Portugal, de criar um programa de emissão de dívida subordinada para pequenas e médias empresas, suportado em fundos comunitários. Este tipo de instrumentos permitiria reforçar a capitalização das PME, reduzindo o seu risco. Para Carlos Costa, esta forma de financiamento "vai permitir que as empresas fiquem mais resilientes e com menor risco de crédito, o que tornará mais fácil o acesso ao crédito em termos de preço e volume", reduzindo também a exposição dos bancos.

Ver comentários
Saber mais Vítor Gaspar Álvaro Santos Pereira Associação Portuguesa de Bancos APB Fernando Faria de Oliveira
Outras Notícias