Banca & Finanças Gestores do BES vão passar a ser sujeitos a avaliações externas

Gestores do BES vão passar a ser sujeitos a avaliações externas

Os administradores do BES vão passar a ser sujeitos a "avaliações internas e externas aos órgãos de administração e fiscalização". Esta é uma das alterações introduzidas em Março ao Código de Conduta do banco, que impede que os gestores do BES acumulem mais de cinco cargos.
Gestores do BES vão passar a ser sujeitos a avaliações externas
Bruno Simão/Negócios
Negócios 21 de maio de 2014 às 12:49

Os administradores do grupo BES vão passar a ser avaliados de forma externa, algo que foi definido através da implementação do Código de Conduta do banco, de acordo com o prospecto do aumento de capital do BES, publicado na terça-feira, 20 de Maio.

 

Além da avaliação externa, o código de conduta do banco prevê que os responsáveis promovam "uma auto-avaliação", analisando "a cada momento se existem situações que aconselham uma decisão e suspensão do mandato ou mesmo o afastamento da instituição."

 

As alterações que serão aplicadas impõem ainda a "existência de conhecimentos especializados suficientes nos órgãos de administração das empresas do grupo". Além disso, será necessário garantir que os membros dos órgãos sociais têm "disponibilidade para o exercício das respectivas funções", acrescenta o mesmo documento.

 

Administradores estarão limitados a cinco cargos

 

O código de conduta estabelece ainda limites para o número de cargos que podem ser desempenhados pelos administradores do banco.

 

Assim, "foi estabelecido um limite geral à acumulação de mandatos do Grupo BES (limite de cinco cargos), tendo sido criada a regra de que qualquer acumulação de funções fora do Grupo BES deve ser precedida de autorização concedida pela Comissão de Governo", adianta a mesma fonte que acrescenta que esta norma já se encontra em fase de implementação.

 

Além disso foi também definido que os membros dos órgãos de administração ou fiscalização do grupo, "passam a estar proibidos de desempenhar funções ou ser nomeados para os órgãos sociais de sociedades não financeiras incluídas no grupo económico a que pertença, accionistas que detenham uma participação superior a 10% no capital social do BES. 




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI