Banca & Finanças Governo aceita que troika financie 3,9 mil milhões do Novo Banco

Governo aceita que troika financie 3,9 mil milhões do Novo Banco

Maria Luís Albuquerque anunciou, no Parlamento, que o Estado só irá pagar 3,9 mil milhões de euros do Novo Banco, dando a entender que aceitou que a banca disponibilize, já, mais dinheiro para o fundo de resolução que irá financiar o Novo Banco.
A carregar o vídeo ...

A ministra das Finanças admitiu, no Parlamento, que aceitou a proposta da banca em que o sector financeiro paga, no imediato, mais do que o que lhe tinha sido pedido para financiar o fundo de resolução que vai capitalizar o Novo Banco. 

 

Maria Luís Albuquerque anunciou, no Parlamento, que o Estado só irá pagar 3,9 mil milhões de euros do Novo Banco. O sector financeiro pagará o restante montante até aos 4,9 mil milhões de euros necessários para a capitalização daquela instituição que resulta do BES. 

 

Na proposta desenhada pelo Banco de Portugal, o fundo de resolução que capitaliza o Novo Banco iria avançar directamente com 500 milhões de euros (cerca de 377 já aí incluidos, acrescidos de 133 milhões alvo de uma contribuição adicional), a juntar aos 4,4 mil milhões de euros retirados da linha de capitalização da troika. 

 

Contudo, os principais bancos propuseram que queriam, em vez da contribuição de 133 milhões de euros, emprestar cerca de 600 milhões de euros (o que seria positivo para as suas contas, porque não seriam afectados no capital). Algo que reduziria a participação da linha da troika a 3,9 mil milhões de euros. 

 

No Parlamento, a ministra confirmou que esta proposta foi aceite depois de os "bancos se responsabilizarem imediatamente por um montante superior", referindo que o empréstimo obtido através da linha da troika terá "maturidade mínima de três meses e máxima de dois anos".

 

O dinheiro prestado pelo fundo de resolução servirá apenas para capitalizar o Novo Banco, que ficou com os activos, recursos, depósitos e créditos considerados bons do Banco Espírito Santo. Não há uma assistência ao banco mau, que ficou com os activos considerados tóxicos. 

 

(Notícia actualizada às 16h57 com mais informações)




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI