Banca & Finanças Há funcionários do Banif que não vão para o Totta e ficam num veículo de gestão de activos

Há funcionários do Banif que não vão para o Totta e ficam num veículo de gestão de activos

Parte dos trabalhadores do Banif serão integrados no Santander Totta. Outra fica num veículo com vários activos. Um veículo que fica com a função de manter o plano de reestruturação anteriormente definido para o Banif. 
Há funcionários do Banif que não vão para o Totta e ficam num veículo de gestão de activos
Correio da Manhã
Diogo Cavaleiro 21 de dezembro de 2015 às 14:49

Há vários trabalhadores do antigo Banif que não foram integrados no Santander Totta. Ficaram no veículo a que foram alocados alguns dos activos que não foram comprados pelo banco. O número não foi contabilizado pelo ministro das Finanças.

 

"Parte dos trabalhadores passa para o Totta, parte fica no veículo de gestão de activos", disse o governante na conferência de imprensa após o Conselho de Ministros que decidiu a apresentação de uma proposta de alteração do Orçamento do Estado para 2015, um Rectificativo.

 

O Totta, por 150 milhões de euros, adquiriu o Banif no âmbito da aplicação de uma medida de resolução ao banco. No âmbito da operação, o Estado vai injectar 2,2 mil milhões de euros no banco liderado por Jorge Tomé.

 

De acordo com Centeno, "os direitos laborais serão respeitados". "O processo de reestruturação em curso manter-se-á e é nesse contexto que serão tomadas decisões de matéria laboral", adiantou, sem concretizar. O Banif, enquanto entidade liderada por Jorge Tomé, tem em curso um programa de rescisões voluntárias com os seus trabalhadores. Desde 2012 que o banco tem vindo a reduzir balcões e funcionários.

 

Este veículo tem um conjunto de activos em gestão, que não foi especificado, "que vai ter de ser vendido, o que pode resultar em retorno para o Estado".  Este veículo será gerido pelo Fundo de Resolução.

 




Notícias Relacionadas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI