Banca & Finanças João Rendeiro admite recorrer da condenação do Banco de Portugal

João Rendeiro admite recorrer da condenação do Banco de Portugal

O fundador e antigo presidente do Banco Privado Português (BPP) admite recorrer para os tribunais para contestar a condenação de que foi alvo por parte do Banco de Portugal. “Vamos analisar a decisão e muito surpreendido ficaria se não recorrêssemos”, revelou o advogado do antigo banqueiro, José Miguel Júdice, ao Negócios.
João Rendeiro admite recorrer da condenação do Banco de Portugal
Maria João Gago 01 de novembro de 2013 às 20:02

João Rendeiro admite recorrer judicialmente da condenação de que foi alvo por parte do Banco de Portugal (BdP), no âmbito dos problemas financeiros detectados no BPP no final de 2008. “Vamos analisar a decisão e muito surpreendido ficaria se não recorrêssemos”, adiantou José Miguel Júdice, advogado do antigo banqueiro, ao Negócios.

 

Para o representante de Rendeiro, o recurso para os tribunais é a única alternativa, uma vez que, na sua perspectiva, “a prova produzida não permitia que as acusações fossem provadas”.

 

Ainda assim, Júdice alerta que “está em causa uma decisão que só pode ser tomada depois de termos conhecimento da condenação do BdP”, o que, no seu caso, ainda não aconteceu. O Negócios tentou contactar João Rendeiro sem sucesso.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI