Banca & Finanças Juiz brasileiro ordena libertação de Eike Batista detido no âmbito da Lava Jato

Juiz brasileiro ordena libertação de Eike Batista detido no âmbito da Lava Jato

Eike Batista foi detido na quinta-feira pela polícia do Rio de Janeiro, no âmbito da operação Lava Jato.
Juiz brasileiro ordena libertação de Eike Batista detido no âmbito da Lava Jato
Bloomberg
Lusa 11 de agosto de 2019 às 03:15

Um juiz brasileiro ordenou no sábado a libertação do empresário Eike Batista, detido na quinta-feira pela polícia do Rio de Janeiro, no âmbito da operação Lava Jato, informou a imprensa brasileira.

Simone Schreiber, magistrada do Tribunal de Apelações TRF2, considerou que a detenção daquele que já foi considerado o homem mais rico do Brasil na sequência de um mandado emitido a pedido do Ministério Público Federal "violava a constituição (...) e o princípio da presunção de inocência".

O advogado de Batista, citado pelo site de notícias G1, disse que o seu cliente deve ser libertado ainda este domingo.

A ação que levou à detenção do empresário, denominada Segredo de Midas, teve como objetivo encontrar provas relacionadas com manipulação de mercado de capitais e lavagem de dinheiro e ocorreu após a recém-homologada delação premiada do banqueiro Eduardo Plass.

Eike Batista já tinha sido detido em janeiro de 2017, por alegada corrupção ativa e lavagem de dinheiro, tendo sido libertado quatro meses depois. O empresário foi condenado a 30 anos de prisão, mas continuava em liberdade.

A operação Lava Jato é a maior operação de combate à corrupção no Brasil, nomeadamente de esquemas que envolvem empresas públicas, como a petrolífera Petrobras.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI