Banca & Finanças Macedo garante que CGD tem as comissões mais baixas do mercado

Macedo garante que CGD tem as comissões mais baixas do mercado

A Caixa estabilizou as comissões no primeiro semestre. Macedo diz que é uma área importante para a recuperação da rentabilidade do banco público.
Macedo garante que CGD tem as comissões mais baixas do mercado
Correio da Manhã
Diogo Cavaleiro 28 de julho de 2017 às 19:09

O presidente executivo da Caixa Geral de Depósitos, Paulo Macedo, defendeu que a instituição financeira pública cobra menos comissões que os outros bancos, tendo em conta o seu peso face ao negócio.

 

"A Caixa tem as comissões mais baixas do mercado. A Caixa cobra entre um terço a metade ou 75% das comissões dos outros bancos", declarou Paulo Macedo, na conferência de imprensa de apresentação de resultados, em que foram reportados prejuízos de 50 milhões de euros no primeiro semestre. Em causa está o peso das comissões no negócio apurado pelo banco.

 

Segundo o líder, a questão das comissões da CGD tem de ser integrada no plano estratégico do banco público. Essencial é, disse, "aumentar a rentabilidade da Caixa", para que abandone a série de perdas dos últimos anos.

 

"Em termos de comissões, o banco estabiliza as suas comissões em 2017. No primeiro semestre, tem comissões semelhantes àquilo que foi verificado em Junho de 2016", declarou Paulo Macedo esta sexta-feira, 28 de Julho, ainda que nos próximos anos tenha de aumentar estas comissões, como acordado com Bruxelas.

 

Sobre as comissões a pensões, cujo agravamento foi noticiado esta semana, o CEO da Caixa recusou que esteja a introduzir uma comissão para os reformados. A instituição tem, explicou, uma isenção para reformados, que irá reduzir.

 

Nos primeiros seis meses do ano, a instituição financeira pública apresentou resultados de serviços e comissões de 225 milhões de euros, comparativamente aos 224 milhões do período homólogo.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI