Banca & Finanças Maduro exige resposta do Governo português por "roubo" operado pelo Novo Banco

Maduro exige resposta do Governo português por "roubo" operado pelo Novo Banco

O líder venezuelano continua a apontar o dedo ao Novo Banco pela alegada retenção indevida de dinheiro venezuelano. Neste sentido, reitera a necessidde de intervenção do governo português.
Maduro exige resposta do Governo português por "roubo" operado pelo Novo Banco
Reuters
Negócios 25 de abril de 2019 às 08:00

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, voltou a pedir a intervenção do Governo de Portugal no alegado "roubo" de 1,73 mil milhões de dólares retidos pelo Novo Banco.

"Isto não é dinheiro para o Maduro. Governo português: isto é para os medicamentos que as pessoas precisam, a comida que as pessoas precisam", disse o presidente venezuelano, a falar na televisão estatal.

De acordo com as acusações do presidente da Venezuela, suportadas por um deputado da oposição, Carlos Paparoni, o Novo Banco travou uma transferência operada entre a Venezuela e bancos uruguaios.

De acordo com o presidente venezuelano, os bancos europeus "roubaram" 30 mil milhões de dólares de fundos deste país da América latina.

No passado dia 17 de abril, Maduro já havia colocado este tema na agenda, num discurso numa cerimónia com simpatizantes do regime, por ocasião do 16.º aniversário do programa de assistência social.

Na altura, Nicolás Maduro insistiu ainda que se os Estados Unidos e a Europa querem "realmente ajudar" a Venezuela, então devem desbloquear esses recursos.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI