Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Manuela Eanes, provedor da Santa Casa e Jorge Coelho na comissão de honra de Tomás Correia

A corrida para a presidência do Montepio já tem três candidatos. No comunicado de apresentação da candidatura, Tomás Correia avança com nomes da sociedade civil para a sua comissão de honra.

'Não é possível falar no PS sem falar em Mário Soares e não é possível falar em Mário Soares sem falar no PS', afirmou Jorge Coelho, antigo ministro de António Guterres, à entrada para assinar o livro de condolências, destacando o seu 'orgulho' no percurso do antigo Chefe de Estado, assim como os seus valores essenciais: 'liberdade' e 'democracia', além das 'características de combatente e homem que nunca desistiu'. Para Jorge Coelho, Soares 'fez com que hoje vivêssemos em Portugal num regime normal, numa democracia avançada'.
Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 31 de Outubro de 2018 às 15:57
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

Os opositores de António Tomás Correia quiseram criar uma lista única de unidade. Não conseguiram. Os opositores acabaram por se dividir em duas listas, uma presidida por António Godinho e outra por Fernando Ribeiro Mendes, e, agora, o actual presidente da associação mutualista diz que é dele a lista da unidade. isto porque, na sua opinião, a sua candidatura integra "todas as correntes de pensamento na sociedade portuguesa".

 

Em comunicado enviado às redacções, é indicado que a comissão de honra da candidatura de Tomás Correia ao Montepio Geral – Associação Mutualista é liderada por Manuela Eanes. Mas a candidatura faz questão de inscrever vários nomes que integram essa comissão que dá a cara pelo apoio ao actual presidente, no cargo desde 2008.

 

Lado a lado, o comunicado coloca o socialista Jorge Coelho e o social-democrata José Eduardo Martins e também o socialista Carlos Zorrinho e o social-democrata Fernando Seara. Rui Nabeiro também está na comissão de honra, bem como o coronel Vasco Lourenço e Francisco Moita Flores. Na nota, a candidatura assume-se como "de unidade" e como integrando "as correntes de pensamento na sociedade portuguesa".

 

Em destaque na comissão de honra está, também, Edmundo Martinho, o provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, que esteve para investir um máximo de 200 milhões de euros na Caixa Económica Montepio Geral (o principal activo da mutualista) e ficar com até 10% da instituição. O investimento final ficou nos 75 mil euros. Mas as acções ainda não chegaram à Santa Casa, nem às outras entidades que vão fazer o investimento. 

 

No comunicado, a candidatura acrescenta os nomes que vão fazer parte do conselho geral: Maria de Belém lidera, estando também os nomes do socialista Luís Patrão, do social-democrata José Matos Correia e da comunista Maria das Dores Meira. A referência aos partidos, à excepção de Patrão, é feita no próprio comunicado. 

 

A sessão de apresentação é no próximo dia 6 de Novembro, pelas 17:30, no Parque Mayer, em Lisboa.

 

As eleições são a 7 de Dezembro e há três listas candidatas. Fernando Ribeiro Mendes, actual administrador da equipa de Tomás Correia que com ele se incompatibilizou, e António Godinho, são os concorrentes.

Ver comentários
Saber mais Manuela Eanes Francisco Moita Flores António Tomás Correia António Godinho Fernando Ribeiro Mendes
Mais lidas
Outras Notícias