Banca & Finanças Moody’s alerta que oferta da Fosun pela Caixa Seguros poderá ser negativa para o rating da companhia chinesa

Moody’s alerta que oferta da Fosun pela Caixa Seguros poderá ser negativa para o rating da companhia chinesa

Com dúvidas sobre como será financiada a operação, a agência de “rating” defende que há incertezas quanto ao plano da Fosun em integrar negócios seguradores nacionais.
Moody’s alerta que oferta da Fosun pela Caixa Seguros poderá ser negativa para o rating da companhia chinesa
Cátia Barbosa/Negócios
Diogo Cavaleiro 23 de dezembro de 2013 às 19:45

A Moody’s considera que a proposta de aquisição da unidade de seguros da Caixa Geral de Depósitos é negativa para a dívida dos chineses da Fosun.

 

“Embora a aquisição proposta esteja, em larga medida, em linha com a estratégia de expansão da Fosun para os investimentos globais, que se centra em aumentar os seus negócios seguradores, há incertezas associadas ao plano da empresa para operar e integrar os negócios seguradores portugueses, dada a ausência de histórico no mercado europeu”, escreve Alan Gao, vice-presidente a analista sénior numa nota divulgada esta segunda-feira, 23 de Dezembro.

 

A dívida da empresa chinesa está classificada com uma nota “Ba3” pela Moody’s, ou seja, o terceiro nível em que os investimentos são considerados “especulativos”. E esta oferta poderá ter um impacto negativo sobre o crédito.

 

A Fosun fez uma proposta à Caixa Geral de Depósitos no âmbito do processo de privatização da Caixa Seguros. A oferta terá sido num valor superior a mil milhões de euros. Não se conhecem nem a dimensão do negócio nem a estrutura ou tipo de activos a serem adquiridos.

 

A agência de notação financeira assinala que está a “monitorizar de perto como é que a empresa vai financiar a aquisição se a proposta for bem-sucedida”. Haverá uma pressão negativa sobre o “rating” da empresa chinesa caso a forma de concretizar as aquisições seja feita com base em dívida.

 

Fundada em 1992, a Fosun é um conglomerado que opera em áreas como a indústria, minas, turismo e sector segurador. É no âmbito desta última área que a empresa apresentou uma proposta inicial para ficar com a Fidelidade, Multicare e Cares. A outra oferta foi do fundo Apollo.

 

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI