Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Vítor Bento: Nacionalização do Novo Banco deve ser considerada

Num cenário de consolidação da banca nacional, o antigo presidente do BES e do Novo Banco, em entrevista à Antena 1 e Diário Económico, defende que o Executivo deve ponderar a possibilidade de o Novo Banco fazer "parte do património público".

Sara Matos/Negócios
Negócios 21 de Fevereiro de 2016 às 17:35
  • Assine já 1€/1 mês
  • 23
  • ...

O Novo Banco esteve prestes a ser vendido, mas o processo voltou à estaca zero. Numa altura em que se prepara o relançamento da operação, Vítor Bento defende que se considerem várias opções para a instituição. Num cenário de consolidação interna da banca nacional, em oposição ao de um processo a partir do estrangeiro, a nacionalização deve ser considerada.


Vítor Bento diz que o Governo vai ter de decidir se quer que a consolidação bancária seja feita a partir de fora, o que significa ser um agente passivo e ter uma banca dominada a partir do estrangeiro, ou ter uma atitude proactiva e gerar uma consolidação interna. 

A opção é política, refere o antigo presidente do BES e do Novo Banco no programa Conversa Capital da Antena 1 e do Diário Económico. E sendo a opção a da consolidação interna, uma vez que não há capital privado, o Estado terá de ter um papel neste processo.

Neste cenário de consolidação, o presidente do Conselho de Administração da SIBS vê "o Novo Banco como parte do património publico". Ou seja, a nacionalização da instituição que resultou da resolução do BES no Verão de 2014 deve ser considerada.

Ver comentários
Saber mais Novo Banco BES perdas fundo resolução nacionalização Vítor Bento Governo Banco de Portugal
Mais lidas
Outras Notícias