Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Stock da Cunha: "Não podem dizer que [Salgado] mandava na PT com 12,5% e querer que eu mande porque tenho 12,5%"

O Novo Banco não quer mandar na Portugal Telecom, uma vez que só tem 12,5% do grupo de telecomunicações. “Não podem dizer que um determinado senhor mandava na PT porque tinha 12,5% e depois querer que eu mande na PT porque tenho 12,5”, defende Eduardo Stock da Cunha.

Bruno Simão/Negócios
Maria João Gago mjgago@negocios.pt 26 de Fevereiro de 2015 às 16:19
  • Partilhar artigo
  • 6
  • ...

O Novo Banco não quer mandar na PT, uma vez que apenas tem 12,5% da empresa, sugeriu Eduardo Stock da Cunha, presidente da instituição, num almoço-debate promovido pelo American Club. Para o banqueiro, a queda do Grupo Espírito Santo e do BES teve este impacto no grupo de telecomunicações, onde o banco de transição herdou uma participação accionista.

 

"Não podem dizer que um determinado senhor mandava na PT porque tinha 12,5% e depois querer que eu mande na PT porque tenho 12,5", defendeu Stock da Cunha. Sem nomear o antigo líder do BES e do GES, o líder do Novo Banco apontou incoerência a quem criticava Ricardo Salgado por mandar na PT com uma posição minoritária e agora pretender que o banco de transição assuma esse papel.

 

O gestor justificou assim a posição que o Novo Banco assumiu na assembleia-geral da PT que aprovou a venda da PT Portugal à Altice, apesar de algumas críticas de que poderia ter votado contra, na expectativa de vetar a operação.

Ver comentários
Saber mais Eduardo Stock da Cunha PT Ricardo Salgado Novo Banco BES GES
Outras Notícias