Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Norgarante atinge a maioridade com 51 mil PME na “carteira”

A sociedade liderada por Teresa Duarte, que opera na região Norte e nos distritos de Aveiro, Guarda e Viseu, emitiu perto de 570 milhões de euros de garantias em 2019. Economia digital volta a estar na mira da mutualista.

Depois de Matosinhos, o debate sobre economia digital prossegue em Braga. DR
António Larguesa alarguesa@negocios.pt 28 de Janeiro de 2020 às 17:03
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Norgarante prestou garantias no valor de 570 milhões de euros no ano passado, superando assim a fasquia dos sete mil milhões de euros desde o início da sua atividade em 2002, num total acumulado de quase 133 mil operações.

 

Segundo o balanço realizado por esta sociedade de garantia mútua, que opera na região Norte e em três distritos da zona Centro – Aveiro, Guarda e Viseu –, nestes 18 anos apoiou 51.605 micro, pequenas e médias empresas. Só em 2019 trabalhou com 8.886 entidades, que empregam mais de 167 mil pessoas.

 

Mutualista e com gestão privada, a Norgarante é uma das quatro sociedades operacionais do sistema português de garantia mútua – as outras são a Agrogarante, a Garval e a Lisgarante –, instituído há mais de 25 anos com a criação daquela que hoje é a "holding" do sistema, a SPGM, e que tem sob gestão o instrumento público de contragarantia (Fundo de Contragarantia Mútuo).

 

Através da prestação de garantias, a pedido das empresas, as sociedades de garantia mútua intervêm como se fossem um fiador ou garante para facilitar a obtenção de crédito, assegurando, "de forma irrevogável e à primeira solicitação", o pagamento da percentagem do capital garantido que esteja em dívida.

 

Transformação digital na agenda

 

A presidente da comissão executiva, Teresa Duarte, assume numa nota enviada ao Negócios que, durante a execução do próximo ciclo de programas europeus, a Norgarante ambiciona "manter a estreita relação de parceria" com o tecido empresarial destas que são as áreas geográficas mais exportadoras do país.

 

E num contexto em que "os desafios e as mudanças disruptivas da economia digital vão coincidir com as oportunidades e os instrumentos de apoio" previstos no Quadro Financeiro Plurianual da União Europeia que irá vigorar entre 2021 e 2027, a gestora coloca o foco no apoio aos investimentos em "inovação e capacitação competitiva".

 

Os desafios e as mudanças disruptivas da economia digital vão coincidir com as oportunidades e os instrumentos de apoio do próximo quadro comunitário. Teresa Duarte, CEO da Norgarante

 

Depois de uma primeira conferência em Matosinhos, em julho de 2019, esta quarta-feira, 29 de janeiro, a Norgarante volta a promover um encontro sobre economia digital, agendado para o pequeno auditório do Altice Forum Braga, onde são esperados mais de 300 decisores empresariais provenientes sobretudo dos vales do Cávado e do Ave.

 

Entre os oradores confirmados estão Gaspar d’Orey, o engenheiro civil com pós-graduação em Finanças que é CEO do marketplace Dott, em que a Sonae e os CTT já investiram cinco milhões de euros; André Fonseca Ferreira, fundador da consultora Chain Reaction que dá aulas na Porto Business School; e Nadim Habib, economista, consultor e professor da Nova School of Business and Economics.

Ver comentários
Saber mais empresas pme norgarante garantia mútua norte aveiro guarda viseu economia digital
Mais lidas
Outras Notícias