Banca & Finanças Novo Banco vende BESI por 379 milhões

Novo Banco vende BESI por 379 milhões

O banco liderado por Eduardo Stock da Cunha chegou a acordo com os chineses da Haitong para a venda do Banco Espírito Santo Investimento (BESI). 379 milhões de euros é o valor de venda, um preço que corresponde ao valor estimado dos activos. O impacto no Novo Banco será superior a 50 pontos base no rácio de capital.
Novo Banco vende BESI por 379 milhões
Sara Antunes 08 de dezembro de 2014 às 11:20

O Novo Banco revelou esta segunda-feira, 8 de Dezembro, que celebrou "um contrato de compra e venda da totalidade do capital social do Banco Espírito Santo de Investimento", de acordo com o comunicado emitido para a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

 

O valor de venda foi estabelecido em 379 milhões de euros, adianta a mesma fonte. O acordo foi assim assinado esta segunda-feira, 8 de Dezembro, numa cerimónia que contou com a presença de responsáveis do Novo Banco e do BESI, com Stock da Cunha e Ricciardi, bem como responsáveis da Haitong, como demonstra a fotografia disponibilizada pelo Novo Banco. 

 

Num segundo comunicado emitido esta segunda-feira, o Novo Banco revela que o valor de venda "corresponde a um múltiplo de aproximadamente 1.0x o estimated net asset value, com referência a Dezembro 2014", o mesmo é dizer que a unidade de banca de investimento do BESI foi vendida sem desconto. 

 

"O impacto estimado desta operação no rácio de capital Common Equity Tier I do Novo Banco é superior a 50 pontos base", adianta a mesma fonte.

 

Os últimos indicadores conhecidos, divulgados na semana passada através do balanço que foi feito no âmbito da resolução do BES, revelaram que o Novo Banco tem um rácio de capital de 9,2%, um valor que supera o mínimo estipulado pelas autoridades e que é de 8%. Um valor que revela assim que o banco estará bem capitalizado, não necessitando de mais reforços de capital. Com a venda do BESI, este rácio deverá ser elevado para, pelo menos, 9,7%.

 

"A concretização da compra e venda do BESI encontra-se dependente das necessárias
aprovações, nomeadamente junto do Banco de Portugal, da Comissão Europeia, das
autoridades da concorrência e de um conjunto de outras autoridades que exercem
supervisão direta sobre a entidade compradora", acrescenta o Novo Banco no comunicado.

 

A administração do Novo Banco tinha já confirmado na quinta-feira, 4 de Dezembro, que "se encontra em negociações" com a Haitong para a venda "da totalidade do capital social". A empresa chinesa também emitiu um comunicado na semana passada onde revelava que a concretização do negócio permitiria "reforçar a internacionalização da estratégia empresarial da empresa e alargar a sua cobertura geográfica".

 

Além da operação portuguesa, o banco de investimento liderado por José Maria Ricciardi está presente no Brasil, Índia (corretagem), Reino Unido, Irlanda, Polónia, Espanha, Estados Unidos e México, contando com um total de 825 colaboradores.

 

No primeiro semestre do ano, o BESI registou um lucro de 2,5 milhões, o que corresponde a um aumento de 21,5% em termos homólogos. 

 

Já tinha sido defendido, quer pelo vice-governador do Banco de Portugal quer pelo presidente do Novo Banco, que a casa-mãe não seria vendida "aos bocados", mas haveria espaço para que o BESI pudesse ser alienado isoladamente, pela dimensão e por não ter uma actividade concorrente à do Novo Banco.

 

Muito já se tinha escrito sobre a intenção de venda do BESI. Foram várias as notícias que revelaram nos últimos meses que Ricciardi estaria a desenvolver contactos com vista a encontrar um investidor que comprasse a unidade de banca de investimento.

 

As acções do Haitong fecharam esta segunda-feira a subir 16,01% para 22,25 dólares de Hong Kong, elevando para 30,42% a subida em dois dias, período marcado pelas notícias, e confirmação, de negociações entre o Haitong e o Novo Banco. A sessão bolsista do Haitong terminou sem que ainda houvesse confirmação da operação. 

 

(Notícia actualizada, pela segunda vez, às 11h42 com informação sobre o impacto da venda no Novo Banco)




pub

Marketing Automation certified by E-GOI