Banca & Finanças Novo Banco vendeu imóveis e crédito malparado com desconto de 67%

Novo Banco vendeu imóveis e crédito malparado com desconto de 67%

Uma carteira de imóveis que tinha um valor bruto contabilístico de 487,8 milhões de euros foi vendida por 159 milhões de euros. 
Novo Banco vendeu imóveis e crédito malparado com desconto de 67%
Miguel Baltazar
Nuno Carregueiro 07 de agosto de 2019 às 19:45

O Novo Banco revelou esta quarta-feira o encaixe que realizou com a venda de duas carteiras de imóveis e crédito malparado, com os valores a mostrarem que os ativos foram vendidos com descontos de 67% face ao valor contabilístico.

 

Na segunda-feira, 5 de agosto, a instituição tinha revelado que tinha chegado a acordo para vender à Cerberus Capital Management uma carteira de ativos imobiliários, designado por "Projeto Sertorius", que tem um valor bruto contabilístico de 487,8 milhões de euros. 

 

Dois dias depois, num comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o banco revela que o valor de venda da carteira ascendeu a 159 milhões de euros. Ou seja, estes imóveis foram vendidos com um desconto de 67,4%.

 

No que diz respeito à carteira de ativos denominada "Projeto Albatroz", vendida à Waterfall Asset Management, o encaixe foi de 98,7 milhões de euros. Tendo em conta que o valor contabilístico era de 308 milhões de euros, o desconto foi de 67,9%.

 

No total, as duas carteiras foram vendidas por 795,8 milhões de euros e a sua venda resultou num encaixe de 257,7 milhões de euros, pelo que o desconto total foi de 67,6%.

 

No comunicado à CMVM, o Novo Banco salienta que "estas operações não tiveram efeitos adicionais na conta de exploração face à valorização dos ativos nas contas do Novo Banco de 30 de junho de 2019 na medida em que já refletem o montante de 228,7 milhões de euros de provisões no semestre relacionadas com as referidas vendas de ativos".

 

O Novo Banco está a implementar um plano de venda de ativos não estratégicos, sobretudo os de baixa qualidade, sendo que estas operações representam "mais um importante passo no processo de desinvestimento de ativos não estratégicos do Novo Banco, prosseguindo este a sua estratégia de foco no negócio bancário", refere o comunicado.

Na calha está ainda a venda de uma outra carteira de crédito malparado, que tem ativos contabilizados em cerca de 3 mil milhões de euros e a denominação de "Nata 2". 

 

O Negócios noticia hoje que os bancos nacionais estão a vender no mercado carteiras de ativos com crédito malparado e imóveis no valor de 4 mil milhões de euros.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI