Banca & Finanças Nuno Amado: "Valor final da fusão de acções do BCP defende toda a gente"

Nuno Amado: "Valor final da fusão de acções do BCP defende toda a gente"

O presidente do BCP acredita que a alteração à proposta de fusão de acções, resultante do "diálogo com a assembleia-geral", permitiu chegar a "um valor que defende toda a gente". Reagrupamento de acções só avança "quando a lei for aperfeiçoada".
A carregar o vídeo ...

"O valor final defende toda a gente", acredita Nuno Amado, comentando a alteração à proposta de fusão de acções aprovada na assembleia-geral desta quinta-feira. O projecto inicial previa o reagrupamento de 193 acções, mas depois do debate entre accionistas, a proposta é de fundir 75 títulos num só.  

 

"Foi explicado porque era importante fazer" o agrupamento de acções na assembleia. "Houve obviamente diálogo" com os accionistas. "O valor final defende toda a gente", justificou o presidente do BCP.

 

Apesar de a proposta ter sido aprovada, a fusão de acções "só avança quando a lei que existe for aperfeiçoada, para fazermos com toda a certeza. Será objecto deliberação pelo conselho de administração logo que legislação evolua", prometeu o banqueiro, expressando o desejo de que a alteração legislativa aconteça "o mais  breve possível".

 

De acordo com a proposta final, o BCP pretende fundir 75 acções numa só. Tendo em conta a cotação de fecho desta quinta-feira (0,039 euros), o reagrupamento de acções resultaria num preço de mercado de 2,925 euros.

 

 

 

 




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI