Banca & Finanças O que ganha e perde o Estado com acordo de venda feito para o Novo Banco?

O que ganha e perde o Estado com acordo de venda feito para o Novo Banco?

O Novo Banco foi vendido à Lone Star. O Governo tem recebido críticas, mas o PS e o próprio Presidente da República já declararam que é “a solução menos má”. O que ganha e o que perde o Estado?
O que ganha e perde o Estado com acordo de venda feito para o Novo Banco?
Miguel Baltazar/Negócios
GANHOS

Nacionalização cara
António Costa defendeu a venda, dizendo que a nacionalização custaria mais ao Estado: entre quatro e 4,7 mil milhões de euros.


Liquidação afastada
O Governo tinha até Agosto para vender o Novo Banco, sob pena de ter de o liquidar.


Venda futura
Ficando com 25% do Novo Banco, há uma hipótese de arrecadar algum dinheiro numa futura venda.


Garantia substituída
O mecanismo de capital contingente "libertou o Estado de prestar garantia à Lone Star. O Estado não queria. E a opção foi outra.



PERDAS

Activos duvidosos podem ser caros
O Fundo de Resolução fica com parte do risco dos activos problemáticos, através do mecanismo de capital contingente. O Fundo pode ter de injectar até 3.890 milhões no banco.

Accionista sem poder
O Estado mantém 25% do Novo Banco, mas sem interferência na gestão e sem direito de voto. E não recebeu nada pelos 75%.

Contas públicas não estão a salvo
Como o Fundo pode ter de injectar dinheiro no NB, pode haver impacto no défice e dívida pública.




Notícias Relacionadas
Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI