Banca & Finanças O que disse o presidente da PwC na nona audição da comissão de inquérito ao Banif

O que disse o presidente da PwC na nona audição da comissão de inquérito ao Banif

José Manuel Bernardo falou aos deputados explicando que o Banif era um banco com problemas e deficiências. Mas o dia foi marcado por duas polémicas: sobre uma reunião do BCE e sobre a alegada mentira de Centeno.
A carregar o vídeo ...
Diogo Cavaleiro 14 de abril de 2016 às 22:31

José Manuel Bernardo, presidente da PwC, falou aos deputados numa audição em torno de duas horas. Considerou que o banco tinha problemas.

 

Uma das deficiências encontradas em 2014, quando passou a auditar o banco, eram relativas no combate ao branqueamento de capitais.

 

Mas o tema do dia foi a acusação do PSD sobre uma alegada mentira de Mário Centeno em relação a não ter intervindo na venda do Banif ao Santander.

 

O deputado socialista João Galamba acusou o grupo parlamentar social-democrata de estar a criar uma "cortina de fumo".

 

Mário Centeno já disse estar "inteiramente disponível" para voltar a falar na comissão de inquérito, como pedem os deputados do PSD.

 

Outro dos assuntos desta quinta-feira sobre o Banif foram as restrições que o BCE impôs ao Banif a 16 de Dezembro de 2015. Uma missiva que chegou ao inquérito parlamentar mostra que parte foi proposta pelo Banco de Portugal.

 

O regulador liderado por Carlos Costa reagiu dizendo que a sua proposta era a "menos gravosa" para o Banif.  

 

A proposta era visível numa missiva que chegou à comissão de inquérito pelas mãos do Banco de Portugal. Só que uma porção considerável estava truncada. A autoridade nacional diz que foram os serviços do BCE a tapar os parágrafos que queriam.

 

Sobre este tema, o secretário de Estado do Tesouro e Finanças, Ricardo Mourinho Félix, falou ao Público acusando Carlos Costa de esconder informação sobre o Banif.  

 

Na sequência da audição de Carlos Tavares, no dia anterior, o Negócios escreveu um artigo a sintetizar as versões da notícia da TVI de 13 de Dezembro, uma semana antes da resolução, e também as polémicas em torno do rodapé.

 

Entretanto, o presidente da N+1, consultora do Banif no processo de venda (que não se concretizou), já se mostrou disponível para falar com os deputados mas apenas por escrito.

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI