Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Obrigacionistas vão passar a ter dívida perpétua do Novo Banco (Correcção)

A venda do Novo Banco vai implicar a conversão de dívida sénior em dívida perpétua, com mais risco. Esta operação vai permitir reduzir a exposição do Fundo de Resolução à operação a 3.500 milhões.

Bruno Simão/Negócios
Maria João Gago mjgago@negocios.pt 31 de Março de 2017 às 16:48
  • Assine já 1€/1 mês
  • 13
  • ...

Investidores com obrigações sénior do Novo Banco vão passar a ter dívida perpétua da instituição, no âmbito do acordo de venda à Lone Star, confirmou o Negócios. Em causa está a conversão das obrigações actualmente detidas por títulos com maior risco, que permitem reforçar a solidez da instituição.

 

Na prática, isto significa que os detentores das obrigações vão assumir parte do risco da venda do Novo Banco, o que permitirá reduzir a exposição do Fundo de Resolução ao risco dos activos problemáticos da instituição.

 

Inicialmente estava previsto que o Fundo de Resolução pudesse vir a ter de responder por cerca de 4.000 milhões de euros de activos problemáticos, número divulgado pelo Eco na quinta-feira, num esquema que poderá levar a entidade a realizar injecções de capital no Novo Banco a partir de 2019, como o Negócios avança esta sexta-feira.

 

Com a participação dos obrigacionistas no negócio, o risco de exposição do Fundo de Resolução baixa para cerca de 3.500 milhões de euros.

(Correcção: Inicialmente era referido que as obrigações sénior iam ser convertidas em acções, mas na verdade serão transformadas em dívida perpétua)

Ver comentários
Saber mais Novo Banco Lone Star obrigacionistas
Outras Notícias