Banca & Finanças Oficial: Líder da Fosun está detido

Oficial: Líder da Fosun está detido

O fundador e presidente da Fosun, dona da Fidelidade e do Hospital da Luz, está detido pelas autoridades judiciais, confirmou o grupo chinês em comunicado. As acções da empresa vão voltar à negociação na segunda-feira
Miguel Baltazar/Negócios Reuters Miguel Baltazar Miguel Baltazar Miguel Baltazar Miguel Baltazar Miguel Baltazar
Maria João Gago 11 de dezembro de 2015 às 15:47

O milionário chinês Guo Guangchang, fundador e presidente da Fosun, está detido devido a "investigações judiciais", confirmou o grupo chinês que controla a Fidelidade e a Luz Saúde em comunicado publicado na Bolsa de Hong Kong.

 

"A empresa tem informação que o sr. Guo está a colaborar com certas investigações judiciais levadas a cabo pelas autoridades judiciais" da República Popular da China, revela a Fosun, adiantando que o presidente "pode continuar a participar nas decisões mais importantes da companhia através dos meios apropriados".

 

"Os administradores da empresa consideram que esta investigação não teve qualquer impacto adverso no desempenho financeiro ou operacional do grupo", adianta o comunicado. "A actividade da companhia continua a funcionar normalmente", sublinha ainda o documento.

 

Depois desta comunicação, a negociação as acções da Fosun, que esteve interrompida durante toda esta sexta-feira, vai voltar a ser retomada na Bolsa de Hong Kong na próxima segunda-feira, 14 de Dezembro, refere também a empresa.

Não é claro qual o objecto das investigações que levaram à detenção de Guo Guangchang, já que não é feita qualquer referência nesse sentido no comunicado da Fosun.

 

Em Agosto foi notícia o facto de uma empresa da Fosun e o próprio Guo Guangchang estarem envolvidos num caso de favorecimento que pode configurar corrupção. Em causa o facto de a empresa do ramo imobiliário do grupo ter, alegadamente, vendido imóveis ao presidente de uma empresa estatal chinesa a um preço abaixo do praticado pelo mercado. Uma suspeita de favorecimento que a dona da Fidelidade explicou com descontos feitos numa época difícil para o imobiliário.

(Notícia actualizada pela última vez às 17:03)




pub

Marketing Automation certified by E-GOI