Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Oliver Wyman recebe 100 mil euros por 14 dias de trabalho com o Banco de Portugal

A consultora que assessorou a recapitalização e a resolução do Banif teve um novo trabalho com o Banco de Portugal. Foi o quarto contrato que ligou o regulador e a Oliver Wyman nos últimos dois anos.

Miguel Baltazar
Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 21 de Outubro de 2016 às 19:10
  • Partilhar artigo
  • 55
  • ...

A Oliver Wyman teve um trabalho de duas semanas com o Banco de Portugal. Por ele, a consultora recebeu 100 mil euros. Como acontece com as contratações públicas do regulador, o tema do trabalho não é revelado.

 

Nem a autoridade liderada por Carlos Costa nem a consultora, representada por Pablo Barreiro nas celebrações de contratos, responderam aos contactos do Negócios para explicar o assunto do contrato.

 

A 12 de Agosto foi assinado o contrato por 14 dias para a prestação de "serviços especializados de consultoria" através de um ajuste directo mas mais nenhuma informação temática é dada no Base, onde constam as várias contratações públicas e onde este contrato foi publicado a 17 de Outubro. 

 

Ao que o Negócios apurou, o trabalho em causa não tem que ver com o Banif, o tema que concentrou as atenções da Oliver Wyman no ano passado. A consultora foi chamada, aliás, ao Parlamento, à comissão de inquérito ao Banif, para explicar o seu trabalho no dossiê.

 

Rodrigo Pinto Ribeiro, sócio da consultora, disse aos deputados que a Oliver Wyman trabalhou com o Banif desde Maio de 2012, altura em que o cenário da resolução começou a ser uma hipótese para os bancos europeus e que foi concretizado a 20 de Dezembro de 2015, e que também aconselhou a recapitalização do banco ao Ministério das Finanças.

 

Antes destas duas semanas, o Banco de Portugal contratou a Oliver Wyman por um período máximo de seis meses, iniciando-se a 4 de Fevereiro. O valor pago ascendeu a 1.845 milhões de euros. Em 2014, houve duas contratações de serviços de consultoria financeira, um deles de 483 mil e o outro de 322 mil euros. 


Segundo o Base, não houve mais nenhuma contratação da Oliver Wyman por entidades públicas portuguesas. A Oliver Wyman faz trabalho de consultoria financeira tendo trabalhado com a banca espanhola nos testes de stress de 2012. 

Por diversas vezes, o Banco de Portugal recorre a consultores jurídicos e assessores financeiros externos para assuntos específicos. Ainda esta sexta-feira, o Negócios deu conta que o escritório de advogados Vieira de Almeida já teve, nos últimos dois anos, vários contratos cujo valor máximo ascende a 4,7 milhões de euros.

Ver comentários
Saber mais Oliver Wyman Banif Banco de Portugal Carlos Costa Pablo Barreira Rodrigo Pinto Ribeiro
Outras Notícias