Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PCP quer ouvir quem estava autorizado a mexer em off-shores do GES

Há um "conjunto de pessoas que estavam a realizar transferências em off-shores" do GES que os comunistas consideram essencial ouvir.

Bruno Simão
Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 08 de Janeiro de 2015 às 21:30
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...

Já há mais de 20 audições no inquérito parlamentar ao BES e ao GES mas ainda continua a aumentar o número de personalidades a serem ouvidas. Depois de PSD e CDS solicitarem a presença de nomes ligados à Eurofin, o PCP veio agora convocar pessoas ligadas a "off-shores" do universo Espírito Santo.

 

"[O PCP quer chamar] um conjunto de pessoas que estavam autorizadas a realizar transferências em off-shores, nomeadamente Jean-Luc Schneider", indicou o deputado comunista Miguel Tiago, durante uma pausa na audição feita ao contabilista da Espírito Santo International, esta quinta-feira, 8 de Janeiro.

 

Schneider entrou para o Espírito Santo Financial Group em 1990 e, segundo o PCP, estava próximo de movimentos relacionados com "off-shores" do GES, onde era transferido dinheiro entre o grupo. Há dúvidas sobre o funcionamento destes veículos que tiveram impacto no financiamento envolvendo todo o grupo. Aliás, José Castella e Francisco Machado da Cruz, que eram administradores de várias sociedades do género, já disseram não saber como as mesmas funcionavam. 

 

Há mais uma audição pedida pelos comunistas: a de Inês Viegas, que pertence à KPMG, entidade que, em Portugal, auditou o BES e, em Angola, o BES Angola.

 

À KPMG, Miguel Tiago também irá solicitar as fontes da Espírito Santo International que forneceram dados sobre as contas daquela empresa de topo, onde foram detectadas irregularidades nas contas e que acabaram por levar à derrocada do grupo.

 

A ES Services também terá feito reportes trimestrais sobre a ESI – e é por isso que o PCP quer pedir às autoridades suíças estes documentos.

 

E Ricardo Salgado, será chamado novamente? O PCP diz que, da sua parte, "já tinham adquirido essa audição como necessária". Mas primeiro é necessário ouvir mais pessoas para confrontar as várias opiniões.

 

Ver comentários
Saber mais BES PSD CDS PCP Espírito Santo Espírito Santo International BES Angola ES Services José Castella Espírito Santo Financial Group Ricardo Salgado
Outras Notícias