Banca & Finanças PCP convoca Durão Barroso e Passos Coelho à comissão de inquérito ao Banif

PCP convoca Durão Barroso e Passos Coelho à comissão de inquérito ao Banif

O deputado comunista Miguel Tiago chama mais de 30 personalidades à comissão de inquérito ao Banif, entre reguladores, auditores, responsáveis europeus e membros do actual e anterior governo.
PCP convoca Durão Barroso e Passos Coelho à comissão de inquérito ao Banif
Bruno Simão
Diogo Cavaleiro 17 de fevereiro de 2016 às 13:55

O Partido Comunista Português indicou os nomes de Durão Barroso e Pedro Passos Coelho para serem inquiridos na comissão de inquérito ao Banif. Ambos são repetentes: também foram chamados no inquérito ao BES, ainda que só tenham respondido por escrito.

 

Do Governo da coligação PSD e CDS, o antigo primeiro-ministro é chamado pelos deputados Miguel Tiago e Paulo Sá juntamente com pedidos de audição a Vítor Gaspar e Maria Luís Albuquerque, anteriores ministros das Finanças. Mário Centeno e Ricardo Mourinho Félix, ministro e secretário de Estado das Finanças, também estão no requerimento que deu entrada esta quarta-feira, 17 de Fevereiro. 

 

O grupo parlamentar comunista solicita ainda as inquirições aos responsáveis europeus pela Concorrência e é nesse quadro que se enquadra a audição a Durão Barroso, presidente da Comissão Europeia de 2004 a 2014.

 

Da TVI, estação de televisão que deu a notícia de que o banco ia ser alvo de uma resolução uma semana antes da medida ser aplicada, o director de informação Sérgio Figueiredo e o comentador António Costa também são chamados.

 

Das mais de 30 pessoas chamadas por Miguel Tiago e Paulo Sá encontram-se ainda os responsáveis pelas auditoras Ernest & Young, PwC e Oliver Wyman e também os reguladores e os antigos presidentes do banco.

 

No requerimento relativo à documentação solicitada para os trabalhos da comissão, o PCP pede, entre outros, o "registo diário dos montantes de transferências de depósitos do Banif para o Santander Totta no período de 1 de Novembro até à resolução".

 

Também a "relação das normas nacionais e europeias que suportam critérios e parâmetros de valorização dos activos dos bancos em processos de reestruturação e de resolução" é solicitada pelos deputados comunistas, já que o desconto com que foram transferidos os activos para o Santander Totta tem levantado críticas nos deputados.

 

Os vários partidos fazem a apresentação das suas listas de audições e depois haverá um entendimento na comissão de inquérito sobre quem chamar - a reunião desta quarta-feira tem os pedidos de audição na agenda. No inquérito ao BES, os partidos aceitaram as audições feitas por todos os partidos, ainda que depois nem todas se tenham realizado. O PSD e o BE já entregaram as suas propostas.

 

A comissão de inquérito ao Banif vai olhar para os últimos anos de vida do Banif incluindo a recapitalização de 2011, cujo não reembolso do dinheiro emprestado desecandeou a medida de resolução, que passou pela divisão do banco e entrega da principal parte do negócio ao Santander Totta.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI