Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PQP: Sociedade de topo do GES pagava dividendos mas depois pedia-os de volta

"Aquilo era: toma lá [o dividendo] mas tens de me dar o dividendo mais 50%", relatou Pedro Queiroz Pereira na comissão parlamentar de inquérito à gestão do BES e do GES.

Bruno Simão/Negócios
Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 10 de Dezembro de 2014 às 23:22
  • Partilhar artigo
  • ...

A Espírito Santo Control era a sociedade que reunia os ramos da família Espírito Santo. Era também aí que a família Queiroz Pereira tinha uma participação minoritária. Esta sociedade controlava a Espírito Santo International que, por sua vez, exercia a propriedade tanto do ramo financeiro (BES) como do não financeiro do Grupo Espírito Santo.

 

A ES Control pagava dividendos aos seus accionistas, confirmou esta quarta-feira, 10 de Dezembro, Pedro Queiroz Pereira, que deixou de ser accionista desta empresa no ano passado (de forma a findar o conflito com que tinha com Salgado).

 

"Aquilo era: toma lá [o dividendo] mas tens de me dar o dividendo mais 50%", começou por descrever. "Havia dividendos que só entravam na conta um mês". Um mês depois, relatou PQP, havia um pedido daquele dinheiro: "Temos de fazer um aumento de capital. E lá entrava outra vez e em dobro". "Era mais do que os dividendos que distribuía".

 

A Espírito Santo International é a empresa que advém da ES Control, sendo que mais de metade do capital é controlado por esta, mas há outros minoritários, que nem Ricardo Salgado nem Queiroz Pereira dizem saber quem são. Também esta sociedade fez aumentos de capital, embora não tenham sido tema da audição.

 

Queiroz Pereira, muito crítico dos aumentou de capital, acusa o Grupo Espírito Santo (que, segundo o empresário, respondia apenas sob Ricardo Salgado), de ter causado muitas perdas de dinheiro. "Realisticamente, toda a gente que pôs dinheiro no Grupo Espírito Santo perdeu tudo o que tinha e não tinha".

 

"Há por aí tragédias", concluiu o presidente da Semapa, dona da papeleira Portucel e cimenteira Secil. 

 

A ES Control, tal como as sociedades do grupo, encontra-se em processo de insolvência no Luxemburgo, onde é a sua sede. 

Ver comentários
Saber mais Espírito Santo Control Espírito Santo Queiroz Pereira Espírito Santo International BES banca Ricardo Salgado Portucel
Outras Notícias