Banca & Finanças PS diz que há credores do Banif que são "lesados de Maria Luís"

PS diz que há credores do Banif que são "lesados de Maria Luís"

A emissão de dívida subordinada, que ocorreu no início de 2015, devia ter sido evitada, defende o socialista João Galamba. A ex-ministra rejeita. O PSD diz que lesados não podem ser arma de arremesso político.
PS diz que há credores do Banif que são "lesados de Maria Luís"
Vítor Mota/Correio da Manhã
Diogo Cavaleiro 02 de junho de 2016 às 21:45

João Galamba acusa a antiga ministra das Finanças Maria Luís Albuquerque de ser a responsável por haver um grupo de clientes do Banif com perdas do seu investimento. Para o deputado socialista, há investidores com dívida subordinada da instituição financeira que podem ser apelidados de "lesados de Maria Luís Albuquerque".

 

Segundo disse o coordenador socialista no inquérito parlamentar esta quinta-feira, 2 de Junho, os clientes que subscreveram a emissão de dívida subordinada emitida no início de 2015 não tinham toda a informação que deveriam sobre o banco, já que, em Dezembro de 2014, houve uma carta recebida pela então ministra, vinda de Bruxelas, a impor um prazo para Março de 2015, ou então haveria uma investigação aprofundada.

 

A agora deputada do PSD não quis "deixar passar em branco uma afirmação com essa gravidade", dizendo que a referida missiva era idêntica a muitas outras e que não justificava qualquer comunicação ao Banif - era até "extravagante" fazê-lo. Assim, o banco fez a emissão de dívida subordinada, no valor de 80 milhões de euros, já que Jorge Tomé não estava informado do prazo. Quem tinha as obrigações perdeu o investimento, já que foi utilizado no "bail in" ditado a 20 de Dezembro de 2015, dia da resolução, motivo para a acusação de Galamba. 

 

O deputado social-democrata Carlos Abreu Amorim rejeitou a acusação e colocou-se ao lado da antiga ministra, da sua bancada, criticando a postura de Galamba: "O PSD nunca utilizará eventuais lesados como arma de arremesso político". 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI