Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PS: "Nenhum governo" pode dizer que não tem responsabilidade sobre o sistema financeiro

"Em nenhum momento", os governos, em matéria de estabilidade financeira, "podem esconder-se no mandato dos reguladores", afirmou o deputado socialista Pedro Nuno Santos.

Miguel Baltazar
  • Assine já 1€/1 mês
  • 10
  • ...

O Partido Socialista usou o debate, no Plenário, sobre o relatório final da comissão parlamentar de inquérito à gestão do BES e do GES, para garantir que nenhum governo se pode afastar de responsabilidades sobre o sistema financeiro nacional. Recorde-se que a ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, revelou numa das sessões da comissão de inquérito que esteve afastada das decisões em torno da resolução aplicada ao Banco Espírito Santo.

 

"Falamos dos governos, não de nenhum em particular, não de nenhum governo de determinada cor partidária. Os governos têm responsabilidades e competências atribuídas por lei. Qualquer governo em Portugal, seja de que cor for, tem de assumir e cumprir competências atribuídas por lei", defendeu Pedro Nuno Santos.

 

A farpa socialista ao Ministério das Finanças liderado por Maria Luís Albuquerque foi lançada quando disse que, "em nenhum momento", os governos, em matéria de estabilidade financeira, "podem esconder-se no mandato dos reguladores". Um comentário feito apesar do consenso que existe em torno do relatório final, elaborado pelo social-democrata Pedro Saraiva.

 

O deputado socialista, que coordenou os trabalhos do maior partido da oposição na comissão de inquérito, quis frisar que o "Banco de Portugal detectou tarde os problemas no banco" e negociou a estratégia de saída com Salgado, dando um "sinal negativo aos outros bancos". 

Ver comentários
Saber mais Partido Socialista BES Maria Luís Albuquerque Banco Espírito Santo Pedro Nuno Santos Banco de Portugal
Outras Notícias