Banca & Finanças PSD quer saber se há plano para proteger trabalhadores da Açoreana

PSD quer saber se há plano para proteger trabalhadores da Açoreana

O PSD questionou o Governo sobre se está a acompanhar a venda da Açoreana. Os sociais-democratas querem saber se, no caso de a Apollo ser o comprador e querer reduzir pessoal, há plano para proteger os 700 trabalhadores.
PSD quer saber se há plano para proteger trabalhadores da Açoreana
Rafael Marchante/Reuters
Maria João Gago 28 de janeiro de 2016 às 12:34

O PSD questionou os ministros das Finanças e do Trabalho sobre o processo de venda da Açoreana, para saber se o Governo está a acompanhar a operação de venda da companhia que fazia parte do antigo grupo Banif e em que a Oitante, veículo público que herdou activos do banco, detém uma participação de quase 48%.

 

A principal preocupação dos quatro deputados sociais-democratas são os cerca de 700 trabalhadores da seguradora.

 

"No caso de o processo ser concluído com o concorrente Apollo e se confirmar que não existe a pretensão de continuidade da Açoreana e dos cerca de 700 postos de trabalho, [o PSD pergunta] se existe algum plano de contingência para evitar ou mitigar esta situação tendo em conta as garantias que foram dadas ao conjunto dos trabalhadores do ex-Banif agora recolocados no Santander Totta e na Oitante", questionam os deputados Pedro Roque, Cristóvão Crespo, Maria das Mercês Borges e Carla Barros.

 

Como o Negócios noticiou, a gestora de "private equity" Apollo foi seleccionada para negociar em exclusivo a compra da Açoreana, processo em que a oferta da Caravela e do seu parceiro, um fundo internacional, ainda pode ser recuperada. Afastada está, para já, a proposta da Allianz que apenas estava disponível para adquirir carteiras de seguros da companhia.

 

Até agora, a Apollo não se pronunciou sobre a oferta de compra que colocou em cima da mesa e que está a ser negociada em exclusivo até domingo, 31 de Janeiro. Já o presidente da Caravela, Diamantino Marques, assume que a sua proposta pretende "manter a unidade pessoal e patrimonial da companhia".

As preocupações dos deputados do PSD são comuns às que têm sido manifestadas pelos sindicatos do sector segurador e pela comissão de trabalhadores da Açoreana.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI