Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

SIBS Cartões corta 15% do quadro de pessoal

O sindicato dos bancários fala em "despedimento colectivo" e a SIBS defende que se trata de um "redimensionamento". No total, o processo desencadeado pela "redução de negócio e serviço" envolve 14 pessoas.

  • Partilhar artigo
  • 4
  • ...

A SIBS Cartões – empresa de produção e processamento de cartões bancários e não bancários - vai avançar com a rescisão de contratos e extinção de postos de trabalho de 14 pessoas devido à "redução do negócio e do serviço". O número representa 15% do quadro desta sociedade que pertence ao grupo que gere o Multibanco. O Sindicato dos Bancários do Sul e Ilhas (SBSI) defende que está em causa um processo de despedimento colectivo. O grupo desmente e diz que estão em causa rescisões e reformas antecipadas.

"A SIBS Cartões não comunicou um processo de despedimento colectivo, mas sim um processo de redimensionamento da empresa que se configura em três modalidades: processos de reforma antecipada; processo de migração para outras empresas do Grupo SIBS; acordos de rescisão", assinala um esclarecimento da SIBS enviado ao Negócios. 

A nota da empresa dirigida por Vítor Bento (presidente do conselho de administração) e Maria Madalena Tomé (presidente executiva) foi emitida depois de, conforme noticiado pelo Diário Económico, o SBSI ter revelado, na sexta-feira passada, a intenção de ser feito um despedimento colectivo na SIBS Cartões, justificado por um representante da empresa com a "diminuição de serviço que tem ocorrido e que se agravou no último ano devido à crise no país e, nomeadamente, no sector financeiro". 

"O plano de reestruturação envolve a redução de custos de produção, um ajuste da capacidade produtiva e um redimensionamento da empresa, em conformidade com a procura do mercado, que permitirá ganhos de eficiência e aumentos de competitividade num sector cada vez mais concorrencial", indica a nota enviada ao Negócios esta terça-feira, 26 de Janeiro. 

dirigente do sindicato Paulo Alexandre, do SBIS, referiu ao Económico que o processo de "redimensionamento" "foi justificado com a redução do negócio e, portanto, com a redução do serviço" e que está em causa a eliminação do turno das 00:00, "um dos quatro turnos que são de seis em seis horas".


Críticas ao "outsourcing"

 

Para o sindicato SBSI, não faz sentir avançar para o despedimento "quando a empresa tem um número significativo de trabalhadores em regime de ‘outsourcing’". O recurso a "outsourcing" é o fornecimento de serviços por pessoas ou empresas externas. "A SIBS Cartões inclui trabalhadores em regime de ‘outsourcing’ em funções que são distintas das funções técnicas especializadas realizadas pelos colaboradores da SIBS Cartões", justifica o grupo.

 

"O sindicato aconselha os trabalhadores em causa, se assim o entenderem, a apresentarem propostas concretas diferentes da da SIBS quando forem de novo chamados a negociar a desvinculação contratual", indica o comunicado do sindicato, que considera que será difícil para a SIBS Cartões alcançar os seus objectivos pelo baixo valor oferecido para as rescisões por mútuo acordo.

 

O dirigente do sindicato contesta e argumenta que este "certamente não é um despedimento individual" e que a SIBS está a oferecer 1,2 salários por cada ano de trabalho aos colaboradores, um valor que tornará "difícil" a saída por mútuo acordo. Por sua vez, a empresa gestora do Multibanco assinala que "os acordos de rescisão incluem condições acima dos limites legais estabelecidos na legislação. Desde a comunicação efectuada que a empresa se manteve disponível para analisar as dúvidas e questões de cada colaborador envolvido, nomeadamente acerca da proposta específica a que cada um teve acesso". 

descodificador O que é a SIBS Cartões?Criada em 2004, a SIBS Cartões, uma das cinco empresas do grupo SIBS que personaliza cartões bancários e não bancários, não avança com datas para dar por concluído o processo. Segundo o site da empresa, a "carteira de clientes da SIBS Cartões é composta por todo sector bancário nacional e por empresas públicas e privadas do sector financeiro, transportes, grande distribuição e Estado". No portefólio estão cartões de bancos e cartões de fidelização de empresas privadas.
Ver comentários
Saber mais Sindicato dos Bancários do Sul e Ilhas SIBS Cartões SIBS trabalho cartões pagamentos
Outras Notícias