Banca & Finanças Reforma da supervisão: Governo quer período de nojo à entrada e à saída
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante, faça LOGIN

Reforma da supervisão: Governo quer período de nojo à entrada e à saída

Supervisores vão ficar impedidos de regular empresas com as quais tenham tido relação nos três anos anteriores ao início do seu mandato. As novas regras só se deverão começar a aplicar aos futuros mandatos.
Reforma da supervisão: Governo quer período de nojo à entrada e à saída
Miguel Baltazar
Margarida Peixoto 16 de julho de 2018 às 23:20

O Governo quer que os supervisores financeiros passem a estar sujeitos a um período de nojo tanto à entrada, como à saída dos mandatos, apurou o Negócios. A ideia é que os membros dos órgãos de administraç)

Conteúdo exclusivo para Assinantes Negócios Premium
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone Assinar por 1€ por 1 mês



Notícias só para Assinantes
Análise, informação independente e rigorosa..
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia.
Notícias e conteúdos exclusivos no website e aplicações móveis
Newsletter diária exclusiva para assinantes
Acesso ao epaper a partir das 22:00
Saiba mais
pub