Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Remuneração de Ricardo Salgado caiu 31% em 2012

O presidente executivo do Banco Espírito Santo auferiu 552 mil euros no ano passado, contra 804 mil em 2011. Corte total dos salários da comissão executiva foi de 41%.

13 - Ricardo Salgado, BES. 0,54%
Carla Pedro cpedro@negocios.pt 05 de Março de 2013 às 00:51
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

Os 804 mil euros que Ricardo Salgado recebeu em 2011 representavam já um corte face a 2010, à conta da redução dos bónus – que no BES caíram 60%. Ainda assim, tinha sido, de entre os três maiores bancos cotados, o banqueiro com o salário mais elevado.

 

Em 2012, a remuneração do CEO do Banco Espírito Santo voltou a descer, tendo-se cifrado em 552 mil euros, de acordo com o relatório de governo da sociedade divulgado na segunda-feira à noite na CMVM. O que constitui uma queda de 31% face aos 804 mil euros de 2011.

 

No entanto, se atendermos apenas à sua remuneração fixa, esta aumentou em mil euros, ao passar de 546 mil em 2011 para 547 mil no ano passado (sendo que os cinco mil euros restantes correspondem a “subsídios e outros”. A queda da remuneração total decorreu, assim, da não atribuição de remuneração variável em 2012 (isto sem contar com a nova remuneração variável de médio prazo, que consiste na atribuição de opções sobre acções do BES e cujo exercício depende de uma evolução positiva dos títulos em bolsa). Em 2011, essa componente variável ascendeu, no caso do presidente executivo, a 253 mil euros.

 

O encargo total com as remunerações da comissão executiva, incluindo os salários pagos através de outras empresas do grupo foi de 4,67 milhões de euros, contra 7,96 milhões um ano antes, o que representa um corte de 41%.

 

Analisando o período dos últimos quatro anos (2008-2012), a remuneração total média per capita atribuída aos administradores executivos registou uma redução de 59,4%, passando de 1,15 milhões de euros em 2008 para 467,4 mil euros em 2012. Em termos globais, o valor em remunerações atribuído aos administradores executivos caiu no mesmo quadriénio 63%, passando de 12,65 milhões de euros para 4,67 milhões, salienta o banco.

 

“Em 2012 não foi atribuída qualquer remuneração variável aos membros da Comissão Executiva, com excepção da atribuição de uma nova Remuneração Variável de Médio Prazo, no dia 21 de Setembro de 2012 e no valor global de 1,94 milhões de euros, consistindo na atribuição de opções sobre acções do BES que apenas poderão ser exercidas no final de Janeiro de 2016 e desde que a cotação das acções do BES tenha uma evolução positiva de, pelo menos, 10% no referido período de 3 anos”, sublinha o relatório do BES.

 

Deste valor de 1,94 milhões de euros, 230 mil euros correspondem a Ricardo Salgado.

O banco refere ainda que “esta Remuneração Variável de Médio Prazo acresce à que foi atribuída em 2011, no valor global de 1.130.000 euros, consistindo na atribuição de opções sobre acções do BES que apenas poderão ser exercidas 3 anos após a data da sua atribuição (no final de Março de 2014)”.

 

O pagamento da Remuneração Variável Anual Diferida referente ao ano de 2011 foi suspenso em 2012 e em 2013, não se tendo procedido ao seu pagamento por decisão da Comissão de Vencimentos.

 

2,28 milhões para os restantes órgãos sociais

 

Quanto às remunerações em 2012 do conselho de administração do BES e de outras empresas do grupo bancário – inclui todos os órgãos sociais, excepto a comissão executiva – foram de 2,28 milhões de euros. Deste montante, 364 mil euros destinaram-se aos três elementos da comissão de auditoria, 1,82 milhões aos 10 administradores não executivos, 40 mil euros aos três membros da Mesa da Assembleia Geral e 50 mil aos três integrantes da comissão de vencimentos.

 

À data de 31 de Dezembro de 2012, o conselho de administração era composto por 26 membros, dos quais 10 executivos e 16 executivos.

 

Recorde-se que em 2012 o BES registou lucros de 96,1 milhões de euros, contra um prejuízo de 108,8 milhões de euros no ano anterior - num período marcado por provisões e amortizações relacionadas com a Grécia.

 

 

(notícia actualizada à 1:35)

Ver comentários
Saber mais Ricardo Salgado BES remuneração relatório do governo da sociedade
Outras Notícias