Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Representante de Isabel dos Santos não pôde votar sobre proposta ao BPI

O BPI decidiu, "por unanimidade", rejeitar a proposta de Isabel dos Santos para comprar 10% do BFA. Contudo, nesse encontro, Mário Leite Silva não votou. Porque não o deixaram por "conflito de interesses". 

Miguel Baltazar/Negócios
Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 27 de Janeiro de 2016 às 18:30
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

"Unanimidade". Foi assim que o conselho de administração do Banco BPI decidiu rejeitar a proposta de Isabel dos Santos para ficar com 10% do Banco do Fomento de Angola. Contudo, nesse encontro, Mário Leite Silva, representante, não pôde votar e estragar a unanimidade.

 

Questionado sobre por que motivo Mário Leite Silva não votou, Ulrich defendeu que era "natural" que tal tivesse acontecido. "O presidente do conselho de administração [Santos Silva] entendeu que, no que toca à situação de conflito de interesses, pediu-lhe que não participasse nessa parte da discussão", explicou. 

 

Assim, o representante da Santoro (empresa de Isabel dos Santos) no "board" do BPI não pôde votar na proposta da Unitel (outra sociedade da empresária angolana) pela compra de 10% do capital do BFA, por 140 milhões, ao banco português – uma possibilidade que permitiria ao banco diminuir o excesso de exposição que tem a Angola.

 

"Informa-se que, na sua reunião de hoje, o conselho de administração analisou a proposta apresentada pela Unitel, S.A. para a compra de acções representativas de 10% do capital social e direitos de voto do Banco de Fomento Angola, S.A. e deliberou por unanimidade decliná-la", é a indicação dada pelo comunicado publicado esta quarta-feira, 27 de Janeiro. 

 

Este é mais um passo no embate entre a gestão do BPI e o segundo maior accionista, a Santoro. O BPI está obrigado a reduzir a sua exposição a Angola, por a supervisão bancária no país não ser considerada equivalente da europeia. A administração do banco português propôs fazer uma separação entre os activos em Portugal e os activos em Angola e Moçambique – estes últimos ficavam em empresas diferentes e sem depender do BPI. Algo que Isabel dos Santos recusa. 

Ver comentários
Saber mais Banco BPI Isabel dos Santos Banco do Fomento de Angola Mário Leite Silva Santos Silva Santoro BPI Angola Banco de Fomento Angola Unitel S.A.
Mais lidas
Outras Notícias