Banca & Finanças Ricardo Salgado garante disponibilidade para colaborar com a Justiça como diz ter feito há dois anos

Ricardo Salgado garante disponibilidade para colaborar com a Justiça como diz ter feito há dois anos

Após abandonar o Tribunal Central de Instrução Criminal, Ricardo Salgado emitiu em breve comunicado onde reitera a sua "total disponibilidade para colaborar com a justiça no apuramento da verdade".
Ricardo Salgado garante disponibilidade para colaborar com a Justiça como diz ter feito há dois anos
Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 24 de julho de 2014 às 20:11

"O dr. Ricardo Salgado reitera a sua total disponibilidade para colaborar com a justiça no apuramento da verdade, como já o fez, no âmbito do processo, há cerca de dois anos", pode ler-se num comunicado do próprio Ricardo Salgado emitido após abandonar o Tribunal Central de Instrução Criminal.

 

O antigo presidente executivo do Banco Espírito Santo foi esta quinta-feira detido para interrogatório na condição de arguido. Ricardo Salgado saiu após quase sete horas de interrogatório e sob uma caução de três milhões de euros.

 

Salgado foi ainda sujeito a outras duas medidas de coacção: proibição de ausência do território nacional e proibição de contactos com determinadas pessoas.

 

Em comunicado, Ricardo Salgado diz acreditar que a "verdade e a justiça acabarão por prevalecer". E pede, por último, " objectividade da informação pública divulgada".




pub

Marketing Automation certified by E-GOI