Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ricardo Salgado também se reuniu com Paulo Portas sobre a situação do GES

Foram 11 os contactos de Ricardo Salgado com responsáveis políticos portugueses em que deu conta dos problemas do GES. Em alguns deles, pediu também auxílio. Houve dois encontros com Cavaco Silva.

Miguel Baltazar/Negócios
  • Partilhar artigo
  • 17
  • ...

Pedro Passos Coelho, Maria Luís Albuquerque, Cavaco Silva e Carlos Moedas. Foi com todos estes políticos que Ricardo Salgado se reuniu para falar sobre os problemas que o Grupo Espírito Santo e o Banco Espírito Santo enfrentavam. Mas há mais um nome: Paulo Portas.

 

Ricardo Salgado enviou uma nova carta à comissão parlamentar de inquérito à gestão do BES e do GES em que enumera as reuniões que teve com várias personalidades políticas. Houve duas rondas de encontros, especificou. Embora avance com datas para essas reuniões, o ex-banqueiro ressalva que não dispõe de "confirmar, com absoluta certeza, a exactidão de todas as datas relevantes e completude da informação aqui prestada" porque ficou sem as "agendas" aquando das buscas efectuadas no âmbito do processo Universo Espírito Santo.

 

Na primeira ronda dessas reuniões, "foi abordada a evolução do BES e a necessidade de assegurar que a transição de respectiva governance decorresse de forma estável e controlada".

 

A reunião com Cavaco Silva foi a 31 de Março. A 7 de Abril, houve um encontro com Passos Coelho. Um dia depois, com a ministra Maria Luís Albuquerque. A 22 de Abril, com Durão Barroso.

 

Não se ficou por aqui. Houve uma segunda ronda de reuniões, em que Ricardo Salgado falou na necessidade de um apoio institucional para o Grupo Espírito Santo. Aqui, a 2 de Maio, Carlos Moedas foi ouvido. Cavaco Silva foi consultado a 6 de Maio. A 14 de Maio, Ricardo Salgado foi recebido tanto por Maria Luís Albuquerque como por Passos Coelho, de acordo com a missiva recebida na comissão de inquérito. Também em Maio, mas sem data, houve novo encontro com Durão Barroso.

 

Na sua audição de 9 de Dezembro de 2014, o ex-presidente do BES assegurou que não quis retirar "vantagens estranhas" dos encontros com os políticos consultados.

 

Na sua audição, Salgado não mencionou uma audição agora referida na missiva. A 20 de Maio houve um encontro com Paulo Portas, vice-primeiro-ministro, em que o tema foi o mesmo: a obtenção de um financiamento para o GES, devido aos seus desequilíbrios, que poderiam trazer problemas sistémicos para a economia portuguesa. José Honório, que assessorava a administração do BES nesta altura, confirmou o encontro com Paulo Portas na sua audição desta quinta-feira, 29 de Janeiro.

 

No início de Junho, houve uma conversa telefónica entre Ricardo Salgado e Carlos Moedas sobre um pedido de empréstimo à Caixa Geral de Depósitos. 

 

Ver comentários
Saber mais Pedro Passos Coelho Maria Luís Albuquerque Cavaco Silva Carlos Moedas Ricardo Salgado Paulo Portas Durão Barroso
Outras Notícias